CIN

O maior presépio em movimento do mundo é português

O maior presépio em movimento do mundo é português
Este “mundo encantado” conta já com 10 anos de vida. Tem cerca de 8000 peças é conhecido como o Presépio da Cavalinho, em São Paio de Oleiros (concelho de Santa Maria da Feira), e já bateu o recorde do Guinness, recebendo o estatuto de presépio com o maior número de peças mecânicas do mundo.

Esta atração continua a bater recordes de visitantes e já conta com uma década de existência. O fundador da Cavalinho, Manuel Jacinto Azevedo, tem investido neste presépio que começou por ser um projeto pessoal e que atualmente, envolve mais de 30 voluntários, na sua maioria funcionários da empresa que, conta  Manuel Jacinto Azevedo, reservam para o efeito as suas horas vagas e fins de semana.
“Não é só o dinheiro que faz isto, como algumas pessoas pensam. É preciso apaixonarmo-nos por este trabalho e foi isso que aconteceu com todas as pessoas que têm vindo a colaborar com o presépio, com tanto sacrifício das suas horas livres e das suas famílias”, disse o empresário. O presépio situa-se frente à fábrica e está de um lado e outro da estrada municipal que aqui passa e dista a cerca de 21 Km do centro de S. Paio de Oleiros. Chegamos e encontramos barracas de vendas e comes e bebes que em permanência durante o funcionamento, os vendedores ambulantes esperam o fluxo do fim de semana em que uma média de 40 a 50 autocarros de todo o país ali chega. O presépio  tem crescido de dimensão todos os anos e ocupa atualmente cerca de 3.500 metros quadrados, nos quais se incluem, por exemplo, cerca de 55 quilómetros de cabo eléctrico, 5.000 lâmpadas LED, 10 quedas de água, 100 sensores de movimento e “umas quantas toneladas de barro, areia, saibro e terra” para efeitos decorativos realistas.
Comboios e teleféricos, ciclistas e santos motoqueiros ou mesmo réplicas de Amália, do Papa João Paulo II, de Nossa Senhora de Fátima e os pastorinhos, entre bandas filarmónicas e orquestra de pais Natal e um sem-fim de figuras e recriações.
Com mais de 500 mil visitantes em 2014 e já na 10ª edição, o Presépio da Cavalinho está atualmente em exibição pública e pode ser visitado todos os dias gratuitamente até 7 de março, das 9h às 19h. “Quando decidi construir o presépio pela primeira vez, nunca pensei que um dia fosse atingir estas dimensões. Na altura o objetivo era recriar a tradição num espaço que temos junto à fábrica da Cavalinho”, explica  Manuel Jacinto, fundador da marca de carteiras, calçado e marroquinaria Cavalinho, que dá nome ao projeto e onde na fábrica ao lado, e junto do presépio, não vende nada do que produz pois só os artigos são vendidos nos revendedores desta marca de excelência. A publicidade associada do presépio à marca certamente que é a maior recompensa. O presépio em movimento foi crescendo de ano para ano e foi já reconhecido pelo Guiness como o maior do mundo. Uma distinção que enche de orgulho quem ali se dedica à causa. O presépio, que destaca cenas da história da vida de Jesus, das aparições de Fátima e das tradições da vida quotidiana, tornou-se “uma pequena loucura”, e conta com o trabalho de dezenas de pessoas durante todo o ano. “Fui contagiando as pessoas com este gosto, mas é uma coisa que exige muito trabalho. Durante todo o ano fazemos a manutenção das peças, que são todas feitas manualmente, e em junho começamos com a decoração do espaço”, revelou Manuel Jacinto.
Mas o trabalho parece ser recompensado, pois a fama do “Presépio da Cavalinho” já ultrapassou fronteiras. Todos os anos, além de muitas excursões de todos os locais do país,  o evento recebe visitantes de todo o mundo. “Já tivemos aqui indianos, chineses, espanhóis, holandeses, franceses e claro de muitos mas muitos emigrantes ou não estivéssemos numa região com forte índice migratório. Os hotéis da zona recomendam os turistas a visitar o presépio, elas gostam e passam a palavra”, explicou, visivelmente satisfeito pelo sucesso que a iniciativa alcançou. Manuel Jacinto decidiu apostar também em carrosséis: “Recebemos muitas escolas e também idosos, por isso decidi colocar três carroséis, dois deles para crianças, que são gratuitos”. Uma forma de dar as boas-vindas e divertir quem se desloca a São Paio de Oleiros.
O presépio, que aumenta todos os anos, é um espaço que merece ser visitado por toda a família. Tem como grande novidade o pavilhão, onde pode apreciar figuras em tamanho real relacionadas com a vida de Cristo, do tempo dos romanos e egípcios, o encontro da irmã Lúcia com o Papa João Paulo II, a Aparição da Nossa Senhora de Fátima aos Pastorinhos, o “Bailinho da Madeira” com figuras icónicas da Ilha, a “Ramada do Cavalinho”, com Amália Rodrigues a cantar fado acompanhada por Vasco Santana à guitarra e Ribeirinho à viola, e representantes da politica portuguesa, como Mário Soares, Cavaco Silva, General Eanes e Álvaro Cunhal a jogar às cartas e o taberneiro é Oliveira Salazar.
Outros pontos de atração são as representações de vários ofícios antigos e de costumes antigos, incluindo a Volta a Portugal (com ciclistas e speaker através da rádio) e o célebre comboio Vouguinha.

António Freitas
(Jornal “O Mundo Português”){jcomments on}

PUB
Pingo Doce Sabe Bem

Viva! no Instagram. Siga-nos.