PUB
Recheio 2024 Institucional

Mudança da hora: como surgiu este hábito?

Mudança da hora: como surgiu este hábito?

É neste mês que acontece a mudança da hora e a VIVA! decidiu trazer aos seus leitores a resposta, que todos procuram, à pergunta: afinal, porque é que muda a hora?

A resposta a esta questão é, por sinal, muito simples: poupança. Mas, vamos regressar ao passado para perceber melhor este conceito.

Ao contrário do que se possa pensar, Benjamin Franklin não “inventou” a mudança de horário. Este fenómeno foi atribuído ao polímata americano quando o mesmo sugeriu aos parisienses, através de uma publicação satírica no Journal de Paris em 1784, mudar os seus hábitos de sono para poupar dinheiro em velas e lamparinas.

Nesta, Franklin sugeria que, assim que o sol nascesse, fossem tocados os sinos de todas as igrejas e, se mesmo isso não fosse suficiente para acordar as pessoas, fossem disparados os canhões em todas as ruas, de modo a que estas acordassem, para seu próprio bem.

A história da mudança da hora continua em 1895, quando George Hudson, um biólogo neozelandês, propôs o conceito de “horário de verão”. O motivo era compreensível: Hudson queria ter mais horas de sol para ir caçar e estudar insetos no verão.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

Mas foi William Willet, construtor inglês e, curiosamente, tataravô de Chris Martin, vocalista da banda Coldplay, que oficializou a ideia, apresentando-a ao Parlamento britânico com o objetivo de prevenir que a nação desperdiçasse luz solar. Apoiada por Winston Churchill e Arthur Conan Doyle, a ideia foi, no entanto, rejeitada pelo governo. Willet tentou a aprovação do conceito até à data da sua morte, em 1915.

Já em 1916, durante a Primeira Guerra Mundial, o governo alemão começou a pensar em formas para poupar energia até que foi recordada a ideia de Willet, de mudar o relógio uma hora para a frente e ter mais uma hora de sol durante as horas de trabalho. Enquanto na Inglaterra ainda era falado de ano para ano, sem qualquer mudança, a Alemanha decidiu implementar o “horário de verão” e a maior parte dos países que entraram na Primeira Guerra Mundial juntaram-se rapidamente ao conceito até porque, ao pouparem energia, poupavam carvão, um elemento importantíssimo em tempos de guerra.

Apesar de haver quem não concorde com esta medida, muitos países continuam a implementá-la, principalmente na União Europeia, e a verdade é que permite aproveitar mais uma hora de luz natural e, por consequência, poupar energia.

Portugal é um dos países que muda a hora, portanto, à 01h00 do dia 26 de março, não se esqueça de adiantar uma hora no relógio.

PUBLICIDADE

PUB
PD-Bairro Feliz