PUB
CIN - Branco Perfeito

Morreu Alfredo Quintana

Morreu Alfredo Quintana

O FC Porto comunicou esta sexta-feira a morte do guarda-redes da equipa de andebol, Alfredo Quintana. O atleta faleceu no Hospital de São João, onde estava internado desde o dia 22 de fevereiro. 

“O Hospital de São João comunicou ao FC Porto que Alfredo Quintana faleceu às 12h00 de hoje [sexta-feira]. O guarda-redes luso-cubano da equipa de andebol, de 32 anos, tinha sido internado na segunda-feira depois de ter sofrido uma paragem cardiorrespiratória quando se preparava para iniciar um treino no Dragão Arena”, lê-se na nota divulgada. 

O clube recorda que Alfredo Eduardo Quintana Bravo se afirmou “como um dos melhores andebolistas mundiais na sua posição durante a década em que jogou na Europa, aonde chegou em 2011 após ter dado nas vistas no Campeonato Pan-americano de 2010, no Chile, e ter defendido a seleção cubana no Mundial de 2009, na Croácia”. 

Ao serviço do FC Porto, que o distinguiu com o Dragão de Ouro de Atleta de Alta Competição do Ano em 2014, Quintana “venceu seis campeonatos nacionais, uma taça de Portugal e duas supertaças, além de ter contribuído decisivamente para as excelentes campanhas europeias das temporadas mais recentes”, destaca. 

Por sua vez, nos últimos sete anos, depois de se naturalizar, “o guarda-redes também integrou a seleção nacional portuguesa e brilhou no Europeu de 2020 e no Mundial de 2021”. 

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

O jogador “distinguia-se também pelas qualidades humanas, com destaque para a alegria com que contagiava todos os que acompanhavam o seu percurso”, escreve o FC Porto, lamentando esta “perda tão dura e inesperada”. 

Enlutado, o FC Porto “transmite as mais sentidas condolências aos amigos e à família do Alfredo Quintana”. 

Esta é uma sexta-feira triste para o andebol e para o desporto nacional. Durante o dia, foram já várias as figuras públicas e entidades que lamentaram a morte do atleta.  

Na página oficial da Presidência da República, Marcelo Rebelo de Sousa recordou que “Quintana nasceu em Cuba, mas naturalizou-se Português e granjeou um invulgar respeito e admiração entre os seus pares”. “Representava o Futebol Clube do Porto e a Seleção Portuguesa. O andebol e o desporto português ficam mais pobres com esta partida precoce que a todos consterna”, referiu, apresentando as mais sentidas condolências. 

PUBLICIDADE

PUB
PD-Bairro Feliz