PUB
Sogrape - Mateus Rosé

Moreira já procura alternativas à suspensão de voos da TAP

Moreira já procura alternativas à suspensão de voos da TAP

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR
O presidente da Câmara do Porto anunciou esta quinta-feira que reuniu ontem, em Madrid, com um operador privado de aviação para assegurar a ligação Porto-Milão relativa aos aeroportos de Malpensa e Linate, rotas que serão suspensas pela TAP a partir de 27 de março.

As companhias de baixo-custo Vueling e Ryanair já voam para os destinos suprimidos pela Transportadora Aérea Nacional (TAP), sendo que a Vueling opera para dois deles, Bruxelas e Barcelona, e a Ryanair para os quatro destinos, ou seja, Barcelona, Milão, Bruxelas e Roma.
No entanto, no caso da cidade italiana de Milão, a rota assegurada pela Ryanair destina-se apenas ao aeroporto de Bergamo, estando, agora, o presidente da Câmara do Porto à procura de soluções de mercado para os aeroportos italianos de Linate e Malpensa.
“Principalmente pelo turismo de negócios, precisamos de continuar a ter companhias que atuam nos principais aeroportos europeus e que garantem a frequência desses mesmo voos”, explicou o autarca aos jornalistas.
Para Rui Moreira, o recurso ao mercado privado para garantir a continuidade das ligações diretas do Porto com as principais cidades europeias só faz sentido se a TAP for privatizada. Mas se o atual Governo deseja manter a empresa na esfera pública, o presidente da Câmara do Porto vai exigir que seja cumprido o “serviço público”.
“Aí teremos que perguntar se o interesse público é só Lisboa. Aí exigimos serviço público e que a TAP não seja alfacinha, seja TAP Portugal”, afirmou Rui Moreira, acrescentando que “Durante muitos anos tivemos uma TAP pública que prestou apenas serviço a Lisboa e abandonou o Porto. Se tivermos que ficar com a TAP, com todo o ónus que é para nós contribuintes, que sirva o país todo, ou não vale a pena”.

PUBLICIDADE

PUB
PD-Bairro Feliz