PUB
Recheio 2024 Institucional

Moreira diz que ícones tradicionais devem existir no Porto cosmopolita

Moreira diz que ícones tradicionais devem existir no Porto cosmopolita
O autarca portuense sublinhou que a existência de ícones de tradição (como o Galo de Barcelos e o fumeiro) não deve impedir o Porto de continuar a promover a região no estrangeiro “como um destino contemporâneo, cultural, jovem e cosmopolita”.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

O presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, sublinhou esta quarta-feira que símbolos como o galo de Barcelos, o fumeiro ou as tripas à moda do Porto “podem e devem” ser usados na promoção interna da região. Contudo, numa nota de imprensa enviada à Lusa, o município esclarece que “isso não deve impedir o Porto de continuar, no âmbito da Associação de Turismo do Porto [ATP], a promover o destino turístico no estrangeiro como um destino contemporâneo, cultural, jovem e cosmopolita como tem vindo a fazer com o sucesso que é reconhecido por todos”.
A autarquia reagia, assim, à polémica gerada em torno das declarações de Rui Moreira, que lamentou esta terça-feira que a Entidade Regional Turismo Porto e Norte utilize uma estratégia de divulgação que passa por transmitir uma imagem “do Portugal bucólico, do galo de Barcelos e dos chouriços” com a qual “o Porto não se revê”. Em resposta, o presidente da Câmara de Vinhais, Américo Pereira, divulgou uma carta endereçada ao autarca a considerar uma “parolice” a alusão ao fumeiro na contestação à estratégica de promoção turística do Norte. O presidente da Câmara de Barcelos, por sua vez, também lamentou as “declarações infelizes” de Rui Moreira.

PUBLICIDADE

PUB
www.pingodoce.pt/pingodoce-institucional/revista-sabe-bem/uma-pascoa-saborosa-com-a-sabe-bem/?utm_source=vivaporto&utm_medium=banner&utm_term=banner&utm_content=0324-sabebem78&utm_campaign=sabebem