PUB
Prémio Literatura Infantil Pingo Doce

Moção sobre fundos comunitários “tem absoluta fundamentação”, afirmou Rui Moreira

Moção sobre fundos comunitários “tem absoluta fundamentação”, afirmou Rui Moreira

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR
À margem da apresentação da campanha “Voto no Porto”, Rui Moreira assegurou que a moção aprovada pelo executivo sobre os fundos comunitários tem “absoluta fundamentação”.

O presidente da Câmara Municipal do Porto, Rui Moreira, defendeu esta quarta-feira que a moção, aprovada pelo executivo, a afirmar que “a Comissão Europeia recusou assinar o Acordo de Parceria proposto pelo Estado português”, tem “absoluta fundamentação”, reconhecendo que “ficaria muito feliz” em não ter razão nas preocupações sobre os fundos comunitários. Em declarações aos jornalistas à margem da apresentação da campanha “Voto no Porto”, Moreira começou por dizer que “se há circunstância em que ficaria muito feliz em não ter razão é esta”. “As notícias que hoje vieram a lume por parte do Governo de Portugal dizem que a cidade do Porto e que o presidente da Câmara do Porto não têm razão em estar preocupados. Se assim for direi que se há uma situação em que eu terei todo o prazer em estar enganado será esta”, sublinhou. Ainda assim, o autarca garantiu que tudo aquilo que foi escrito na moção “tem absoluta fundamentação”. “Tudo aquilo foi noticiado pela comunicação social nos últimos dez dias. Nós não vimos nenhum desmentido então. O facto de então não haver nenhum desmentido também credibiliza de alguma maneira a nossa posição”, apontou.
Além disso, Rui Moreira afirmou ainda que “não nos podemos esquecer que nos últimos quadros comunitários – estamos no quinto – as coisas correram sempre mal e os resultados estão à vista”. “Conseguimos que, na Câmara, o Partido Comunista votasse connosco, houvesse um deputado do PSD que votasse connosco e até os outros que tinham dito que iam votar contra acabaram por se abster e isso tem um significado para nós muito importante: as pessoas reconhecem que esta é uma preocupação para a cidade e para a região”, concluiu.

PUBLICIDADE

PUB
PD- Revista Sabe bem