PUB
Junta da Galiza

Misericórdia do Porto abre Centro de Acolhimento Temporário em fevereiro

Misericórdia do Porto abre Centro de Acolhimento Temporário em fevereiro

O projeto visa “terminar com um dos graves problemas que a Segurança Social hoje tem quando precisa de acolher de emergência, sob o ponto de vista habitacional, alguém”, explicou o secretário de Estado da Solidariedade e Segurança Social, Marco António Costa, depois de um encontro com o provedor António Tavares. Segundo explicou o governante, normalmente, a Segurança Social encaminha as pessoas para hospedarias, locais que considera não serem adequados ao acolhimento de cidadãos que carecem de apoio social. O novo Centro de Acolhimento deverá “responder a 50% dos casos” de necessidade, sendo que, atualmente, a Segurança Social tem “em hospedarias 127 pessoas”. No caso de ser bem sucedido, o projeto deverá estender-se a todo o país “para que termine esta chaga de colocação de pessoas em hospedarias, quando o que precisam é efetivamente de acolhimento, conforto, acompanhamento social e, muitas das vezes, carinho”, acrescentou Marco António Costa.
O Centro de Acolhimento Temporário vai funcionar nas antigas instalações do Instituto Araújo Porto, junto ao liceu Rodrigues de Freitas no Porto. O edifício está, neste momento, a ser adaptado às suas futuras funções, num investimento de 100 mil euros da Santa Casa da Misericórdia. A abertura do equipamento está prevista para fevereiro deste ano.

PUBLICIDADE

PUB
www.pingodoce.pt/pingodoce-institucional/revista-sabe-bem/uma-pascoa-saborosa-com-a-sabe-bem/?utm_source=vivaporto&utm_medium=banner&utm_term=banner&utm_content=0324-sabebem78&utm_campaign=sabebem