Recheio 2023

Metrobus altera acessos ao parque da Casa da Música

Metrobus altera acessos ao parque da Casa da Música

A construção do «metrobus» do Porto na Avenida da Boavista irá alterar os acessos ao parque subterrâneo da Casa da Música, eliminando uma entrada e alterando uma saída, segundo o anteprojeto da empreitada.

“Por indicação da Metro do Porto, a estação inicial [do “metrobus”] ficará implantada em frente à Casa da Música / Av. da Boavista, sobre a existente rampa de entrada, eliminando, desta forma, a atual entrada no parque situada na Av. da Boavista”, lê-se no anteprojeto da empreitada do «metrobus», consultado pela Lusa.

O mesmo documento indica que, “no que respeita à rampa de saída do parque de estacionamento, a solução assenta em fazer um desvio da boca de saída existente, mantendo a saída direta a partir do piso -2 do parque de estacionamento para a Av. da Boavista”.

Em causa está a construção da linha de BRT (Bus Rapid Transit, vulgo «metrobus») Boavista – Império, com ligação à Praça Cidade do Salvador (Rotunda da Anémona), em Matosinhos, um serviço de autocarro a hidrogénio verde que irá circular em via dedicada na Avenida da Boavista e em convivência com os automóveis na Avenida Marechal Gomes da Costa.

O investimento no BRT é totalmente financiado pelo Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) e chega aos 66 milhões de euros, valores sem IVA.

Apesar de a obra ser executada pela Metro do Porto, o serviço rodoviário será operado pela STCP, conforme já anunciado pelo presidente da Câmara Municipal do Porto.

As estações previstas são na Casa da Música, Guerra Junqueiro, Bessa, Pinheiro Manso, Serralves, João de Barros e Império, no primeiro serviço, e na secção até Matosinhos adicionam-se Antunes Guimarães, Garcia de Orta, Nevogilde, Castelo do Queijo, e Praça Cidade do Salvador (Anémona).

PUB
www.pingodoce.pt/folhetos/?utm_source=cm&utm_medium=cpc&utm_term=leaderboardmobile&utm_content=etaobompouparassim&utm_campaign=institucional