Sabor do mês PD - peixe

Metro do Porto regista quebra de 40% após confinamento e fecho de escolas

Metro do Porto regista quebra de 40% após confinamento e fecho de escolas

A Metro do Porto registou menos 50 mil clientes por dia com a entrada em vigor das medidas de confinamento geral, a 15 de janeiro, avança a agência Lusa.

Quando o Governo decretou o confinamento geral e o encerramento das escolas, de forma a conter a pandemia de Covid-19, o metro do Porto registou uma quebra de 40% de passageiros.

Segundo dados avançados à Lusa pela empresa, com a entrada em vigor das medidas de confinamento geral a 15 de janeiro, a procura diminuiu 33% face à semana anterior. Por dia, a Metro do Porto registou menos 50 mil clientes, baixando dos 150 para os 100 mil, referiu a empresa.

Com a suspensão da atividade letiva, a partir de 22 janeiro, o número de passageiros reduziu 40%, passando de 100 mil para 60 mil por dia.  

A Metro do Porto salientou, no entanto, que mantém inalterada a sua oferta em todas as linhas e em todos os períodos horários.

PUB
www.pingodoce.pt/pingodoce-institucional/revista-sabe-bem/diga-ola-ao-verao-com-a-sabe-bem/?utm_source=cm&utm_medium=banner&utm_term=leaderboardmobile&utm_content=sabebem&utm_campaign=sabebem