Natal PD

Medicamentos para o VIH/Sida poderão ser levantados em farmácias comunitárias da região Norte

Medicamentos para o VIH/Sida poderão ser levantados em farmácias comunitárias da região Norte

Trata-se do Farma2Care, um projeto do Centro Hospitalar Universitário de São João (CHUSJ), em parceria com a Ordem dos Farmacêuticos, a Associação Nacional de Farmácias (ANF) e a Associação de Distribuidores Farmacêuticos (ADIFA), e que será apresentado no próximo domingo, dia 1 de dezembro, data em que se assinala o Dia Mundial da Luta Contra a Sida, pelas 10h30, na Farmácia Lima, em Braga.

O projeto, explicam os promotores, em comunicado enviado à VIVA!, “consiste na dispensa de medicação habitualmente cedida no hospital em farmácias comunitárias, substituindo a deslocação obrigatória dos doentes ao CHUSJ, com o objetivo de aumentar a acessibilidade e a comodidade” e abrange, numa primeira fase, doentes com infeção VIH/Sida dos concelhos do distrito de Braga e de Viana do Castelo e dos concelhos da Maia e Valongo, no distrito do Porto.No entanto, o programa prevê o alargamento a outras doenças e outras áreas geográficas, para doentes seguidos pelo Centro Hospitalar Universitário de São João.

“O Farma2Care representa um passo para a o aumento da proximidade e contribui para a adesão dos doentes à terapêutica. Esta abordagem promove uma resposta centrada na pessoa, nomeadamente com doença crónica, e nas suas necessidades terapêuticas; potencia a equidade no acesso aos medicamentos; fomenta a liberdade de escolha em relação ao local de dispensa de medicamentos; contribui para a melhoria qualidade de vida e satisfação das pessoas abrangidas; garante a observância de boas práticas; e inclui mecanismos de segurança e rastreabilidade que previne a fraude ou abuso”, lê-se ainda na nota divulgada.

De referir que a sessão de apresentação, intitulada “Processo de Dispensa de Terapêutica Anti-Retroviral em Farmácias Comunitárias”, conta, entre outros, com a presença da Bastonária da Ordem dos Farmacêuticos e será encerrada por Rui Santos Ivo, presidente do Conselho Diretivo do Infarmed.

PUB
www.youtube.com/watch?v=sGBN85XLjXI/?utm_source=cm&utm_medium=banner&utm_term=leaderboardmobile&utm_campaign=natal