PUB
Philips S9000

Matosinhos recebe festival gratuito com música e atividades sustentáveis

Matosinhos recebe festival gratuito com música e atividades sustentáveis

MOODS, o festival pela sustentabilidade, chega a Matosinhos esta sexta-feira. Entre os dias 12 e 14 de maio, no Jardim de Basílio Teles, decorrerão várias atividades, espetáculos, concertos e duas feiras, “com foco no ambiente e nas questões da sustentabilidade”, afirma a organização.

Dentro das diversas atividades destacam-se a descoberta, “através de um microscópio”, da “diversidade de microrganismos existentes numa gota de água do rio Leça”, o “quizz” de sensibilização para “o uso consciente da água” e uma oficina de “impressão natural”, onde os participantes vão “estampar um pequeno pedaço de tecido com elementos botânicos, enquanto se cria um fundo colorido com corantes naturais”.

Haverá, ainda, workshops sobre “hortas urbanas” e “cozinha consciente”, nos quais “serão dados a conhecer algumas técnicas e utensílios que permitem reduzir o desperdício alimentar”.

“Os palcos serão os caminhos, os canteiros e os bancos. Onde todos poderão conviver e celebrar a sustentabilidade”, lê-se na programação.

No “Palco Aprendiz”, os jogos de tabuleiro e os “instrumentos tradicionais portugueses – como o cavaquinho, o bombo, a gaita de foles ou a flauta” convidam os mais novos à diversão. Poderão, ainda, “aprender a construir instrumentos simples com lixo”.

Já no “Palco Equilíbrio”, um espectáculo para todas as idades vem “alertar para as preocupações com o planeta”, com o principal intuito de mostrar que “a busca permanente do equilíbrio entre a natureza, o planeta, os seus recursos e a vida humana é o nosso maior desígnio”.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

A decorrer no “Palco Habitação” estará um espetáculo “entre quatro paredes e sobre três rodas”, que conta a história de “um artista de circo que perde todo o seu trabalho depois de uma pandemia ter abalado o mundo”. Este visa convidar a uma “reflexão sobre o direito à habitação, o nomadismo e a importância de ver o planeta como casa para todos os seus habitantes”.

Por outro lado, no “Palco Terra”, a música convida a “uma viagem no tempo” com o objetivo de “promover uma sociedade pacífica e inclusiva” através dos temas de artistas como Leonard Cohen, Bob Dylan, Jobim, Patti Smith, Nina Simone, entre outros, interpretados pelos Hourglass.

A música continua, no Coreto, onde, vários grupos atuarão no final de cada dia do festival. No dia 12, os Retimbar, um movimento constituído por oito músicos, sobem ao palco com sons tradicionais portugueses. A 13 de maio, é a vez dos Kumpania Algazarra animarem o Jardim de Basílio Teles e, no dia 14, os Be-Dom encerram o festival.

A Urban Market, que “terá a venda de fruta, legumes e hortícolas da época e produzidos com base numa agricultura sustentável”, e a Flea Market, que conta com a venda de artigos em segunda mão, também marcarão presença no festival com o objetivo de “promover a economia circular”.

Consulte aqui o programa completo.

Foto: Kumpania Algazarra (Facebook)

PUBLICIDADE

PUB
www.pingodoce.pt/pingodoce-institucional/revista-sabe-bem/uma-pascoa-saborosa-com-a-sabe-bem/?utm_source=vivaporto&utm_medium=banner&utm_term=banner&utm_content=0324-sabebem78&utm_campaign=sabebem