RECHEIO 50 ANOS

Matosinhos lança programa dedicado à saúde mental

Matosinhos lança programa dedicado à saúde mental

A Câmara Municipal de Matosinhos acaba de lançar um programa dedicado à saúde mental. Intitulado “ativa’mente”, o projeto tem como principais objetivos “aumentar a literacia em saúde mental, reduzir o estigma associado à saúde mental e promover a adoção de estilos de vida saudáveis”.

O programa será desenvolvido ao longo de 11 meses, sendo cada mês “dedicado a uma temática”, como o sono, ansiedade, perturbação bipolar, abuso de substâncias, perturbação obsessiva compulsiva, burn-out, esquizofrenia e estilos de vida saudáveis, explicou a autarquia, na apresentação, que aconteceu no último domingo.

Entre as iniciativas previstas, prosseguiu, estão a “realização de workshops, atividades ao ar livre, grupos de ajuda mútua/de apoio e webinares”, além de uma campanha de comunicação, que decorrerá, em simultâneo, em plataformas físicas e digitais, destacando “mensagens mobilizadoras e informativas”.

Adicionalmente, o “ativa’mente” contará também com a implementação de três ações – “Ativistas para a Saúde Mental”, “Comissários para a Saúde Mental Escolar” e “Grupos de intervenção terapêutica” -, que se manterão além deste ano.

A primeira ação é dedicada a alunos do ensino secundário e respetivas famílias, tendo como objetivo a “consciencialização sobre a saúde mental”. Para tal, os participantes terão a oportunidade de partilhar “experiências sobre o que é viver com um problema de saúde mental”.

Por sua vez, o projeto “Comissários para a Saúde Mental Escolar” tem como público-alvo as “escolas Profissionais e/ou Secundárias com maior incidência e referenciação de pedidos de ajuda psicológica” e pretende promover a “capacitação de agentes educativos (pais, professores e outros agentes da comunidade educativa), através de ações de formação, para intervenção e diagnóstico precoce”.

Já a ação “Grupos de intervenção terapêutica” vai envolver a realização de sessões terapêuticas, oito no total, com o objetivo de “desenvolver competências de autocuidado da saúde mental” de cada jovem.

Para a presidente da autarquia matosinhense, Luísa Salgueiro, a saúde mental é um problema “que diz respeito a todos”, devendo ser, por isso, encarado como “um tema normal” na vida de cada cidadão.

Todas as informações sobre o programa “ativa’mente” estão disponíveis aqui.

PUB
www.pingodoce.pt/pingodoce-institucional/revista-sabe-bem/diga-ola-ao-verao-com-a-sabe-bem/?utm_source=cm&utm_medium=banner&utm_term=leaderboardmobile&utm_content=sabebem&utm_campaign=sabebem