PUB
Sogrape - Mateus Rosé

Matosinhos, Gaia e Porto desafiam público a deixar-se conquistar pela arquitetura

Matosinhos, Gaia e Porto desafiam público a deixar-se conquistar pela arquitetura

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR
O primeiro Open House Porto está marcado para 4 e 5 de julho.

Nos dias 4 e 5 de julho, Porto, Matosinhos e Vila Nova de Gaia vão abrir as portas da arquitetura, na primeira edição do Open House Porto, que desafiará o público a conhecer gratuitamente mais de 40 espaços. Criada em Londres, em 1992, a iniciativa, que chega agora a Portugal, numa organização partilhada pela Associação Trienal da Arquitetura de Lisboa, Casa da Arquitetura e Frente Atlântica, visa promover a arquitetura e o património edificado.
Segundo referiu esta quarta-feira José Mateus, da Trienal da Arquitetura de Lisboa, na assinatura do protocolo do evento, o Porto é uma “referência nacional e internacional em termos de arquitetura”, pelo que o Open House desvendará “lados da cidade que as pessoas não fazem ideia que existem”. “Não é um evento realizado para especialistas, mas sim para o público em geral”, ressalvou, adiantando que as visitas aos edifícios serão feitas com o apoio de mais de cem voluntários. A primeira edição do evento terá curadoria de Pedro Bandeira e prevê a abertura de mais de 40 espaços.
Para o presidente da autarquia portuense, Rui Moreira, o projeto da Frente Atlântica representa uma “enorme rotura com o passado, onde as três cidades viviam de costas voltadas”. Guilherme Pinto – presidente da Câmara de Matosinhos e da Casa da Arquitetura – manifestou igualmente a sua satisfação pelo facto de este ser o “primeiro ramo da semente” lançada pelos três municípios.

PUBLICIDADE

PUB
www.pingodoce.pt/pingodoce-institucional/revista-sabe-bem/novo-ano-nova-sabe-bem/?utm_source=vivaporto&utm_medium=cpc&utm_campaign=sabebem&utm_term=leaderboardmobile