PUB
Junta da Galiza

Matosinhos com 30 candidaturas ao programa “Bairros Saudáveis”

Matosinhos com 30 candidaturas ao programa “Bairros Saudáveis”

A MatosinhosHabit anunciou esta segunda-feira que foram admitidas três dezenas de candidaturas ao programa “Bairros Saudáveis”, que convida instituições e associações do concelho a apresentar projetos comunitários de intervenção local “ao nível da saúde e da qualidade de vida”. 

As candidaturas admitidas, com um financiamento total de 1.205.000€, estão, agora, em fase de avaliação, aguardando o “parecer e a aprovação de um júri especializado”. Os resultados da classificação serão revelados até ao final do mês de março. 

Para Tiago Maia, administrador da MatosinhosHabit, esta é também uma “forma de promover e dinamizar projetos e ações comunitárias no âmbito do «trabalho em rede» que tem sido prática comum no município”. 

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

“O que pretendemos é, por um lado, manter uma relação de proximidade com a comunidade e, por outro, resolver algumas carências previamente identificadas que irão beneficiar a população local”, apontou. 

Para as candidaturas, a MatosinhosHabit contou com a parceria da Câmara Municipal de Matosinhos, das Uniões de Freguesia, das autoridades de saúde e de entidades públicas e associações locais sem fins lucrativos. 

Recorde-se que o programa “Bairros Saudáveis” tem como objetivo atuar ao nível da saúde e da qualidade de vida das comunidades, através do apoio de projetos desenvolvidos por diversas associações locais, em articulação com as autoridades de saúde e entidades públicas. 

A iniciativa destina-se às populações residentes em bairros ou outros territórios, sendo que estes têm de cumprir determinados requisitos, nomeadamente: condições de habitabilidade deficientes; rendimentos baixos; jovens em idade escolar a não frequentar a escola ou de crianças, adolescentes e jovens sem condições para aceder ao ensino à distância; idosos em situação de isolamento, com rendimentos insuficientes; pessoas de risco em caso de covid-19 e com constrangimentos de acesso a cuidados de saúde.

PUBLICIDADE
PUB
PD- Revista Sabe bem