PUB
CIN - Branco Perfeito

Matosinhos admite 16 candidaturas ao programa “Bairros Saudáveis”

Matosinhos admite 16 candidaturas ao programa “Bairros Saudáveis”

O município de Matosinhos tem 16 projetos de intervenção admitidos para financiamento no âmbito do programa “Bairros Saudáveis”. A iniciativa convida instituições e associações do concelho a apresentar projetos comunitários de intervenção local ao nível da saúde e da qualidade de vida. 

Os projetos desenvolvidos, nos eixos da saúde, social, económico, ambiental ou urbanístico, têm, nesta edição, uma dotação disponível de 10 milhões de euros.

Das 16 de 30 candidaturas apresentadas pela MatosinhosHabit, em parceria com os principais agentes locais, foram admitidas “100 limites”, da AHBV Leça do Balio, “Os Leixões das Memórias”, da Associação Aventura com Carisma, “Ribeira + Inclusiva”, da Demos, “Viver com Diabetes”, da Associação Portuguesa de Diabéticos de Portugal, “Eu, tu, nós…Somos Seixo”, da Strongman, “Incentivar a Partilha na Cruz de Pau”, da CIAP, “Safe- Saúde, Arte, Formação, Educação”, da APF, “Com)vida S. Gens. História do meu Bairro, do Grupo Alto de Avilhó, “Stayaway Cancro”, da Associação de Apoio a Pessoas com Cancro, “Seashore Angeiras”, da Associação Mútua dos Armadores de Pesca, “O Bairro está in(clusivo)”, da ESAD, “Conservar os afetos”, da Agir pelo planeta, “Bairros sem bullying”, do Plano i, “Mãos à ópera”, da Ópera isto, “Matosinhos à volta”, da ADEIMA e “O2 Oportunidades”, da Associação para a educação de 2ª Oportunidade. 

Ainda este mês, a Câmara Municipal anunciará o resultado final. Os valores a atribuir na totalidade dos projetos de Matosinhos deverão rondar os 600 mil euros, indica ainda a nota divulgada. 

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

Recorde-se que o programa “Bairros Saudáveis” incide sob os eixos da saúde, social, económico, urbanístico e ambiental. 

Destinado às populações residentes em Conjuntos Habitacionais, a iniciativa estabelece determinadas regras a cumprir, designadamente: condições de habitabilidade deficientes; rendimentos baixos; jovens em idade escolar a não frequentar a escola ou de crianças, adolescentes e jovens sem condições para aceder ao ensino à distância; idosos em situação de isolamento, com rendimentos insuficientes; pessoas de risco em caso de Covid-19 e com constrangimentos de acesso a cuidados de saúde. 

Foto: CM Matosinhos

PUBLICIDADE

PUB
PD-Bairro Feliz