RECHEIO 50 ANOS

Maratona do Porto regressou à estrada com oito mil participantes

Maratona do Porto regressou à estrada com oito mil participantes

Este domingo, as estradas do Porto e de Matosinhos encheram-se de vida com a realização da 17.ª edição da EDP Maratona do Porto, que, depois de o adiamento forçado do último ano, conseguiu juntar mais de oito mil participantes de 57 nacionalidades nas três distâncias em prova: a tradicional corrida de 42 quilómetros, a “Family Race”, com um percurso de 10 quilómetros, e a “Fun Race”, de seis quilómetros.

A prova contemplou um novo recorde masculino, com Zablon Chumba a vencer a 17.ª edição da Maratona do Porto em 2h08m58s, menos sete segundos do que o último recorde, alcançado em 2018, pelo atleta ugandês Robert Chemonges.

Em segundo e terceiro lugares ficaram, respetivamente, Bernard Kiprotich, que realizou o percurso em 2h09m42s, e Asnake Dubre, que o fez em 2h10m14s.

Por sua vez, a prova feminina manteve o recorde atingido em há quatro anos pela queniana Monika Jepkoech (2h26m58s). O melhor tempo registado, nesta edição, foi de 2h28m01s, pela atleta Kidsan Alema, de 26 anos.

Seguiram-se, respetivamente, Shewarge Alene Amare (2h28m16s) e Motu Megersa (2h28m56s).

De referir que, tendo em conta a pandemia de covid-19 que ainda se vive, a Maratona do Porto aconteceu com várias restrições, nomeadamente a apresentação obrigatória do certificado digital de vacinação ou de um teste negativo à covid-19. Além disso, os atletas foram obrigados a utilizar máscara na partida, nos primeiros 200 metros de prova e após a chegada à meta e foi alargado o distanciamento entre os participantes.

PUB
www.youtube.com/watch?v=sGBN85XLjXI/?utm_source=cm&utm_medium=banner&utm_term=leaderboardmobile&utm_campaign=natal