PUB
Sogrape - Mateus Rosé

Mais dois mil incêndios florestais no distrito no 1.º semestre

Mais dois mil incêndios florestais no distrito no 1.º semestre
Até ao final de julho, os incêndios florestais consumiram, em todo o território nacional, perto de um quarto da área ardida em igual período de 2012. No distrito do Porto, verificaram-se 2.101 ocorrências – o maior número de incêndios registado no país.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

De acordo com o último relatório provisório de incêndios florestais do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), entre os dias 1 de janeiro e 31 de julho, foi consumida uma área de 17.976 hectares, tendo ardido menos 73,5% do que em igual período de 2012. “Comparando os valores do ano corrente com o histórico dos últimos dez anos, destaca-se que se registaram menos 38% de ocorrências relativamente à média verificada no decénio e que ardeu menos 61,5% do que o valor médio de área ardida no mesmo período”, avança o relatório do ICNF. As informações provisórias indicam também que o maior incêndio do ano, registado até à data, começou a 9 de julho, no concelho de Alfândega da Fé (Bragança), estimando-se que tenha consumido uma área aproximada de 14.912 hectares, dos quais cerca de 8.936 são espaços florestais. O maior número de ocorrências foi registado no distrito do Porto (2.101), seguido do de Braga (647) e Aveiro (609).

PUBLICIDADE

PUB
www.pingodoce.pt/pingodoce-institucional/revista-sabe-bem/novo-ano-nova-sabe-bem/?utm_source=vivaporto&utm_medium=cpc&utm_campaign=sabebem&utm_term=leaderboardmobile