PUB
Santander Saúde

Mais de 80 milhões de euros de investimento para a cultura no Norte

Mais de 80 milhões de euros de investimento para a cultura no Norte

Num documento apresentado esta segunda feira, 27 de maio, na reunião do Conselho Estratégia para a Cultura, o plano para a cultura NORTE 2030 propõe investimentos superiores a 80 milhões de euros, incluindo a criação do selo Rotas do Norte e redes regionais de polos de arqueologia, centros de criação e museus de identidade territorial.

Jorge Sobrado, vice-presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N) com responsabilidades na área da Cultura e do Património, explicou, segundo o Porto Canal, que o orçamento inicial de referência é de 80 milhões de euros, mas pode chegar a 100 milhões de euros com outros incentivos disponibilizados através do programa operacional Norte 2030.

O documento, apresentado na reunião do Conselho Estratégia para a Cultura, visa atender às necessidades e problemas estruturais da região nos domínios do património, dos serviços e equipamentos culturais e da criatividade.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

Propõe três programas principais: “Norte Patrimonial”, “Norte Cultural” e “Norte Criativo”, com cinco ações prioritárias, incluindo a criação de Rotas Culturais e a instituição do selo “Rotas do Norte”.

A Rede Regional de Polos Arqueológicos e a Rede Regional de Centros de Criação são outros objetivos estratégicos do plano, que pretende também fortalecer o Cinema e o Audiovisual e promover museus de identidade territorial.

O Plano de Ação Regional para a Cultura, com um horizonte temporal além de 2030, não pretende resolver todas as assimetrias culturais da região, mas identificar opções de investimento com maior impacto na resolução de problemas estruturais do património cultural e do ecossistema criativo.

PUBLICIDADE

PUB
PD-Bairro Feliz