PUB
Recheio 2024 Institucional

Mais de 500 fatos de papel apresentados no ponto mais alto das festas de São Bartolomeu

Mais de 500 fatos de papel apresentados no ponto mais alto das festas de São Bartolomeu

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR
Este ano, Rui Moreira ‘vestiu-se’ de Infante D. Henrique, alinhando na celebração dedicada aos 600 anos da conquista de Ceuta.

A cidade do Porto voltou, este domingo, a testemunhar uma das suas mais antigas e célebres tradições: a do cortejo do trajo de papel, realizado anualmente no âmbito das Festas de São Bartolomeu. Mesmo sob a ameaça da chuva, centenas de figurantes desfilaram com os trajes produzidos pelas mais diversas coletividades locais, evocando os 600 anos da conquista de Ceuta.
A liderar o desfile esteve, como é habitual, o presidente da União das Freguesias de Aldoar, Foz do Douro e Nevogilde, Nuno Ortigão. Mas este ano, o presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, decidiu alinhar nas celebrações vestido a rigor, na pele do Infante D. Henrique. O percurso festivo, que começou na Cantareira e percorreu a rua do Passeio Alegre, parte da avenida do Brasil e as ruas da Senhora da Luz e de São Bartolomeu, terminou na Praia do Ourigo, com o tradicional banho no mar, capaz de curar ‘todos os males’.

PUBLICIDADE

PUB
www.pingodoce.pt/pingodoce-institucional/revista-sabe-bem/novo-ano-nova-sabe-bem/?utm_source=vivaporto&utm_medium=cpc&utm_campaign=sabebem&utm_term=leaderboardmobile