Recheio

“A maior esperança está no turismo nacional”

“A maior esperança está no turismo nacional”

A situação vivida ao longo do último ano, provocada pela pandemia de covid-19, trouxe-me, fundamentalmente, sentimentos de enorme tristeza, frustração e revolta.

Entre as principais dificuldades vividas está, claro, o facto de nos terem proibido de trabalhar e de fazermos aquilo que mais gostamos, aliado à incerteza de não sabermos quando é que tudo voltaria ao normal. A circunstância de não se faturar traz-nos um enorme medo de não conseguirmos manter a empresa economicamente saudável, como sempre foi, e a manutenção dos postos de trabalho dos nossos funcionários que, no fundo, são o nosso maior tesouro, pois foram anos de formação para se tornarem nos grandes profissionais que são hoje.

Penso que a comunicação por parte do Governo poderia ter sido diferente – mais eficaz e mais detalhada. Deviam ter estudado outros modelos para uma normalidade controlada, com mais testagem e rastreio, bem como ajudas económicas mais céleres e mais justas.

Neste momento, a maior esperança para 2021 está no turismo nacional. Prevê-se que o turismo estrangeiro seja muito residual pois temos ainda vários fatores adversos: um deles é a vacinação, que não está a correr bem, levando a que os números mundiais da pandemia estejam longe de estar controlados, e o outro é o baixo índice de confiança, o que nos faz sentir uma enorme incerteza quanto ao futuro.

Acredito que, passada a pandemia, terá de se apostar na restauração. A gastronomia é um dos maiores legados que temos no nosso país, transmite bem o que nós somos. Portugal tem uma boa gastronomia, eclética, diversificada, temos muitos bons produtos como o peixe e doces conventuais. Portanto, confio que, quem trabalhar bem, com bons produtos e que desenvolva uma boa gastronomia irá sempre singrar na área da restauração em Portugal.

Somos um país que tem um bom clima, não temos casos de terrorismo, somos pessoas acolhedoras e de bons princípios, e tudo isto trará oportunidades boas.

Chef Rui Paula

PUB
www.pingodoce.pt/pingodoce-institucional/revista-sabe-bem/gastronomia-dos-acores-e-madeira-na-sabe-bem-de-outono/?utm_source=vivaporto&utm_medium=banner&utm_term=banner&utm_content=240921-ta5&utm_campaign=sabebem63

Viva! no Instagram. Siga-nos.