PUB
Junta da Galiza

Lopetegui: “temos de ser capazes de ir ao limite” para vencer o Lille

Lopetegui: “temos de ser capazes de ir ao limite” para vencer o Lille

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR
“Respeitamos o Lille, mas não temos medo”, defendeu Lopetegui, na antevisão do jogo de hoje, às 19h45.

O técnico Julen Lopetegui defendeu esta terça-feira que o FC Porto terá de ser capaz “de ir ao limite” para derrotar o Lille, no “play-off” da Liga dos Campeões de futebol, cuja primeira mão se disputa hoje, quarta-feira, em França. “Temos de estar perto do nosso melhor e dar o máximo em termos individuais e coletivos. Temos de ser capazes de ir ao limite”, sublinhou o treinador espanhol. Apesar de o adversário já ter cinco jogos oficiais disputados, Lopetegui demonstrou ter confiança nos seus jogadores. “Respeitamos o Lille, mas não temos medo”, garantiu.
Durante a conferência de imprensa de antevisão da partida, agendada para as 19h45, no Estádio Pierre Mauroy, Lopetegui reconheceu que se trata de “um jogo importante”, realçando o desejo que toda a equipa tem de disputar a fase de grupos da Liga dos Campeões. Se os “dragões” conseguirem vencer, passam a somar 19 presenças na Liga dos Campeões, feito que só o Manchester United, o Real Madrid e o Barcelona conseguiram. Para Fabiano, que também está confiante no trabalho do conjunto portista, é importante “não sofrer golos”. “Vão ser dois jogos e sofrer golos nunca é bom. Temos convicção no nosso trabalho. O Lille tem uma grande equipa, jogadores rápidos no ataque, um meio-campo muito agressivo e, além disso, não sofre muitos golos. Para sair daqui com bom resultado temos de estar ao mais alto nível e fazer jogo com grande qualidade”, afirmou o guarda-redes.
O técnico do Lille, René Girard, recordou a “experiência internacional” do FC Porto, mas alertou que o seu conjunto também é respeitado no futebol europeu, garantindo que fará todos os possíveis para atingir a fase de grupos da Liga dos Campeões. “O FC Porto é um dos grandes da Europa. Um clube sólido que tem evoluído ao longo dos anos. Cresceu muito e está habituado a encontrar talentos. Têm mais experiência do que nós, mas penso que nos respeitam e nós merecemos esse respeito que temos na Europa”, sustentou.

PUBLICIDADE

PUB
Prémio Literatura Infantil Pingo Doce