PUB
Junta da Galiza

Incêndio no Hospital de Valongo obriga à retirada de 53 doentes

Incêndio no Hospital de Valongo obriga à retirada de 53 doentes
O fogo que deflagrou ao início da tarde de hoje na ala de psiquiatria do Hospital de Valongo, do Centro Hospitalar de São João, não provocou feridos.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

O alerta foi dado por volta das 13h44 desta quinta-feira e as chamas deflagraram “num quarto de isolamento da ala de psiquiatria”, no terceiro piso daquela unidade de saúde gerida pelo Hospital de S. João, no Porto.
O fogo foi dado por extinto pelos Bombeiros Voluntários de Valongo por volta das 15h sem que tenham sido registados feridos, mas obrigou à retirada de mais de 50 doentes: para além dos 15 da unidade de psiquiatria, foram retirados do edifício 22 pacientes da área de Medicina Interna (situada no quarto piso do hospital), 13 de Medicina Física e de Reabilitação e três da Unidade Prolongada.
De acordo com fonte do Centro Distrital de Operações de Socorro, “os doentes afetados serão acomodados noutras alas do polo de Valongo e no polo do Porto”.
Ao local acorreram oito viaturas de bombeiros apoiadas por 22 homens.
O vogal executivo do Hospital de Valongo, João Oliveira, revelou à agência Lusa que vai ordenar a abertura de um inquérito interno para averiguar eventuais falhas de segurança na origem do incêndio de hoje.

PUBLICIDADE

PUB
www.pingodoce.pt/pingodoce-institucional/revista-sabe-bem/novo-ano-nova-sabe-bem/?utm_source=vivaporto&utm_medium=cpc&utm_campaign=sabebem&utm_term=leaderboardmobile