PUB
Santander Saúde

Impostos vão baixar em Gaia em 2013

O autarca acrescentou que está a avaliar o “impacto no orçamento” mas que o enfoque vai ser “fundamentalmente nos impostos e nas taxas sobre as empresas”. “Vamos baixar, de uma forma substancial, a derrama, e procurar baixar algumas taxas municipais, sendo que iremos ser radicais na redução das taxas na área do urbanismo’”, disse, referindo que em algumas áreas do território as taxas podem ir para zero, durante um ou dois anos.
Questionado sobre a eventualidade de novas medidas de austeridade por causa da possibilidade de quebras de receitas fiscais que põem em causa o objetivo do défice, Luís Filipe Menezes defendeu que “de austeridade já chega” e que a partir de agora tem de se “pensar em resistir e criar condições para haver crescimento”. O presidente da autarquia gaiense referiu-se ainda ao facto de não ter ido “cumprimentar’” o Presidente da República, às Festas de S. João, no Porto. “Só não fui, porque deve ter havido um problema com os CTT no protocolo de Estado e, portanto, nem como presidente da Câmara ou membro da Junta Metropolitana, nem como Conselheiro de Estado, fui convidado. Só por isso é que não fui cumprimentá-lo’, explicou Menezes.

PUBLICIDADE

PUB
PD-Bairro Feliz