PUB
Junta da Galiza

Hospitais obrigados a cortar mais 500 milhões na despesa

Hospitais obrigados a cortar mais 500 milhões na despesa

Os restantes 154,4 milhões terão de ser alcançados através da “racionalização de recursos, controlo da despesa e medidas estruturantes”, de acordo com a argumentação que Paulo Macedo apresentará esta segunda-feira aos deputados e a que o referido meio de comunicação social teve acesso.
Segundo o documento, haverá um reforço das verbas para o financiamento dos hospitais-empresa de 66 milhões de euros. Contudo, o reforço não será suficiente para compensar as pressões adicionais do lado da despesa, uma vez que, em 2013, os hospitais terão de devolver um dos subsídios, aumentar os descontos dos funcionários para a Caixa Geral de Aposentações (para 20%) e contar com o acréscimo salarial para os médicos que passem a trabalhar 40 horas semanais. Dados do próprio ministério da Saúde revelam que o impacto destas medidas deverá rondar os 337,5 milhões de euros, pelo que o reforço de 66 milhões não será suficiente para compensar o aumento das despesas.

PUBLICIDADE

PUB
www.pingodoce.pt/pingodoce-institucional/revista-sabe-bem/uma-pascoa-saborosa-com-a-sabe-bem/?utm_source=vivaporto&utm_medium=banner&utm_term=banner&utm_content=0324-sabebem78&utm_campaign=sabebem