PUB
Recheio 2024 Profissional

Governo garante estabilização do efetivo da GNR

Governo garante estabilização do efetivo da GNR
Nos próximos cinco anos, o número de efetivos da GNR deverá estabilizar nos 22 mil.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

O secretário de Estado Adjunto do ministro da Administração Interna, Fernando Alexandre, assegurou esta segunda-feira que a entrada de novos militares para a Guarda Nacional Republicana (GNR), nos próximos anos, vai “estabilizar” o efetivo da força policial.
Em declarações aos meios de comunicação social, à margem das comemorações do dia da Unidade de Comando Territorial do Porto, realizadas em Paredes, o responsável garantiu a “estabilização do número de efetivos à volta dos 22.000, nos próximos cinco anos”. O secretário de Estado recordou também que, com o atual Governo, todos os anos têm havido entradas de novos meios humanos nas forças de segurança. Em 2015, 400 novos militares entrarão em funções na GNR, estando igualmente previsto o reforço dos agentes na PSP. De acordo com o governante, estes números contirbuirão para inverter a diminuição de efetivos que se verificava desde 2008. Ainda assim, apontou, a criminalidade tem diminuído de forma sustentada desde o referido ano, sendo que em 2013 registou-se o mais baixo número de participações. “Há uma dinâmica de envelhecimento da população que explica também isso, mas as forças de segurança têm tido a capacidade de se adaptar às novas realidades”, realçou, frisando que Portugal está a “conseguir fazer melhor com menos”.

PUBLICIDADE

PUB
www.pingodoce.pt/pingodoce-institucional/revista-sabe-bem/uma-pascoa-saborosa-com-a-sabe-bem/?utm_source=vivaporto&utm_medium=banner&utm_term=banner&utm_content=0324-sabebem78&utm_campaign=sabebem