PUB
Santander Saúde

Governo admite concursos separados para privatização de STCP e Metro

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR
O secretário de Estado das Infraestruturas, Transportes e Comunicações, Sérgio Monteiro, admitiu esta segunda-feira a possibilidade de, na concessão da Metro do Porto e STCP, os privados apresentarem propostas para ambas as empresas ou apenas para uma, deixando “um grau de liberdade”.

“Aquilo que nós, de princípio, podemos antever como decisão – e para isso é necessário também o contributo dos senhores autarcas – é que vamos deixar um grau de liberdade para que alguns operadores possam optar apenas por apresentar propostas num único serviço e outros operadores possam apresentar em separado ou em conjunto”, referiu, no final de uma reunião com o Conselho Metropolitano do Porto. “Nós gostávamos muito de poder tomar essas decisões, se possível, ainda durante o mês de abril, mas privilegiaremos um compromisso alargado em detrimento do tempo”, acrescentou. Segundo o governante, um dos aspetos destacáveis da reunião “foi a não oposição de princípio a que sejam privados a prestar o serviço que é prestado por entidades do Estado”.
O presidente do Conselho Metropolitano do Porto, Hermínio Loureiro, confirmou a garantia deixada por Sérgio Monteiro de que este órgão “vai ser ouvido naquelas que forem as decisões tomadas no futuro no que diz respeito ao Metro do Porto, à STCP e todas as questões relacionadas com a mobilidade”. “Há uma garantia também que nos foi dada da qualidade do serviço público a prestar, não criando situações de desigualdade”, acrescentou.

PUBLICIDADE

PUB
Prémio Literatura Infantil Pingo Doce