Sogrape

Gondomar cria resposta para os filhos dos profissionais de serviços essenciais

Gondomar cria resposta para os filhos dos profissionais de serviços essenciais

A Câmara Municipal de Gondomar vai ter duas escolas abertas, nos dias 30 de novembro e 7 de dezembro, para acolher os filhos dos profissionais de saúde, de forças de segurança e de outros serviços essenciais cujos pais tenham que trabalhar e não tenham “retaguarda familiar” a quem os possam deixar. 

A medida surge na sequência da tolerância de ponto e da suspensão da atividade letiva e não letiva anunciada para as vésperas de feriado, ao abrigo do novo plano de medidas restritivas anunciadas pelo Governo para combater a pandemia de covid-19.

Em comunicado enviado às redações, a autarquia realça que a solução, válida para o ensino pré-escolar, 1°, 2° e 3° ciclos do ensino básico, funcionará em dois polos no concelho, um em São Cosme (Gondomar) e outro em Rio Tinto. O objetivo é “dar resposta aos constrangimentos causados às famílias dos profissionais de serviços essenciais, que não possuem retaguarda para os seus descendentes, tendo em consideração a situação excecional em que vivemos”, aponta. 

De acordo com o município, as inscrições deverão ser realizadas junto dos agrupamentos escolares que os alunos em causa frequentam. 

Os polos referidos vão funcionar na Escola Básica de Júlio Dinis e na Escola Básica de Rio Tinto, “aptas a acolher os alunos que cumpram estes requisitos”, sendo que os alunos receberão ainda “uma refeição transportada” assim como “os recursos humanos para apoio e realização de atividades ao longo do dia, nomeadamente através dos Técnicos das AEC e das Expressões”, acrescenta a Câmara de Gondomar. 

PUB
www.pingodoce.pt/campanhas/sabor-do-mes/?utm_source=cm&utm_medium=banner&utm_term=leaderboardmobile&utm_content=carne&utm_campaign=sabordomes