PUB
Recheio 2024 Profissional

GNR faz balanço da operação “Carnaval 2020”

GNR faz balanço da operação “Carnaval 2020”

Entre os dias 21 e 25 de fevereiro, a Guarda Nacional Republicana (GNR) levou a cabo a operação “Carnaval 2020”, que se refletiu numa intensificação do patrulhamento e de fiscalização rodoviária em todo o país, orientada, principalmente, para as vias que conduziam aos locais de festividades carnavalescas.

No balanço, divulgado esta terça-feira, a GNR dá conta da realização de 23.949 testes de álcool que resultaram na detenção de 320 pessoas por acusarem uma taxa de álcool no sangue superior a 1,2g/l.

No total da operação, foram elaborados 7.172 autos de contraordenação, dos quais 1.771 se destacam por “excesso de velocidade”, “923 por condução sob a influência do álcool”, “517 por falta de inspeção periódica obrigatória”, “405 por anomalias nos sistemas de iluminação e sinalização”, “283 por incorreta ou não utilização do cinto de segurança e/ou sistemas de retenção”, “ 213 por falta de seguro de responsabilidade civil” e “181 por utilização do telemóvel durante a condução”.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

Recorde-se que a operação tinha como objetivo “combater a sinistralidade rodoviária, regular o trânsito e garantir o apoio a todos os utentes das vias, proporcionando-lhes uma deslocação em segurança”.

De referir que este ano a GNR associou-se à iniciativa “100% Cool” da Associação Nacional de Empresas de Bebidas Espirituosas (ANEBE), que tem como missão sensibilizar e premiar os condutores que apresentam 0,0% de taxa de álcool no sangue. Na noite de 22 de fevereiro, em Torres Vedras, identificou 51 condutores “100% Cool” – 34 homens e 17 mulheres -, que foram premiados com kits destinados ao efeito.

PUBLICIDADE

PUB
PD- Revista Sabe bem