PUB
PD- Revista Sabe bem

Gasto médio dos turistas no Porto e Norte sobe 10%

Gasto médio dos turistas no Porto e Norte sobe 10%

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR
Um estudo divulgado esta quarta-feira revela que, no último trimestre de 2015, o consumo médio por turista na região do Porto e Norte de Portugal aumentou 10%, para 443 euros, com cada turista a gastar em média 82 euros por noite.

Desenvolvido pelo Instituto de Planeamento e Desenvolvimento do Turismo (IPDT), em parceria com o Turismo do Porto e Norte de Portugal e o Aeroporto do Porto, o trabalho concluiu que os turistas brasileiros e americanos foram os que mais gastaram no período, com um consumo médio de 137 e de 129 euros por pessoa/noite. Já os luxemburgueses e franceses, “apesar de serem dos mercados com maior duração da estada”, apresentaram consumos unitários mais baixos (53 e 80 euros, respetivamente), devido ao “elevado peso do segmento de visita a familiares/amigos”.
A França, Espanha e Suíça continuam a ser os principais mercados emissores de turistas estrangeiros para o Porto e Norte de Portugal, via Aeroporto do Porto, com 63% de quota de mercado, e mantendo-se a opção predominante pelas companhias aéreas Ryanair e TAP, com uma quota de 64%, seguidas da Easyjet (13%).
O estudo revela também que os turistas em lazer/férias utilizam preferencialmente a Ryanair, enquanto que aqueles que se deslocam em negócios optam mais pela TAP.
A internet e os familiares/amigos foram os meios mais utilizados para obter informação sobre a região, seguindo-se as agências de viagens e os guias e roteiros turísticos.
No último trimestre de 2015, à semelhança dos anteriores, os locais com maior incidência de pernoita no Norte de Portugal foram Braga, Guimarães, Viana do Castelo, Póvoa do Varzim, Espinho e Régua, destacando-se quanto à tipologia de alojamento o hotel e a casa de familiares/amigos, seguido das unidades de alojamento local (pensões/‘hostels’/residenciais) e da casa própria.
Experimentar a gastronomia e fazer compras, desfrutar da paisagem, passeios de carro, visita a monumentos e animação noturna foram as principais atividades praticadas pelos turistas na região.
No segmento lazer destaque para a referência ao Vale do Douro e às visitas às caves e aos museus, sendo o principal atrativo identificado para a região a gastronomia e vinhos, seguindo-se a hospitalidade, a paisagem/natureza e o rio Douro.
Relativamente à satisfação com a visita ao destino, numa escala de um a sete pontos, registou-se uma média global de 6,20 pontos, revelando a intenção de recomendar uma média global de 6,30.
No que se refere ao perfil do turista que visitou a região, 62% tinha entre 26 e 50 anos, 54% eram casados ou viviam em união de facto e 39% eram solteiros, tendo este segmento registado um acréscimo de 15% face ao período homólogo de 2014.
Os dados deste estudo foram recolhidos no 4.º trimestre de 2015, através de um inquérito por entrevista pessoal realizado na sala de embarque do Aeroporto Francisco Sá Carneiro, tendo sido obtidos 439 questionários válidos.

PUBLICIDADE

PUB
PD-Bairro Feliz