PUB
Philips S9000

Galeria Municipal do Porto inaugura exposição “Them or Us!”

Galeria Municipal do Porto inaugura exposição “Them or Us!”

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR
A exposição “Them or Us!”, composta por obras de mais de 90 autores nacionais e estrangeiros e que consiste num “exercício coletivo de ficção científica, social e política”, é inaugurada no dia 2 de junho, pelas 21h30, na Galeria Municipal do Porto

Comissariada por Paulo Mendes, esta que é a segunda grande exposição do ano na Galeria Municipal orienta-se pela máxima do cineasta russo Alexander Sokurov: “em história falamos do que aconteceu, na arte falamos do que poderia ter acontecido”, para suscitar o pensamento crítico e a opinião acerca da sociedade atual.
De acordo com o portal de notícias da Câmara do Porto, “’Them or Us!’ relaciona passado e futuro para apresentar uma versão do presente, assentando na multiplicidade de obras de vários artistas de diferentes áreas, nacionais e estrangeiros, e de ideias que há pouco eram tidas como definição do presente: a do tempo da livre circulação, da abolição das fronteiras, da queda dos muros. Isto é, que o equilíbrio social estava garantido pelo triunfo de uma sociedade padronizada pelo consumismo e pela riqueza financeira especulativa. Em suma, que era o fim da história”.
No entanto, as novas narrativas demonstram que o “final dessa história tem sequelas e que a imprevisibilidade do nosso precário presente está a redigir uma nova perspetiva”.
Perante o levantamento de novos muros contra os invasores, um pouco por todo o mundo, a Galeria Municipal do Porto levanta questões como “Qual o nível de tolerância para com as novas identidades ‘exteriores’? Como pode a velha Europa e o restante mundo ocidental encontrar a unidade no seu interior estilhaçado por identidades que lhe são estranhas e resolver a sua integração?”
“Them or Us!” vai, assim, usar como máquina conceptual a ideia de “invasor” nas suas possíveis formulações, a criação do medo “do outro”, consequência da invasão territorial através do refugiado, do terrorista ou do turista, da invasão biológica através de novos vírus, contaminações e de mutações contemporâneas que alteram o corpo primitivo.
A inauguração da exposição está marcada para as 21h30 de dia 2 de junho, e será acompanhada de concertos de Von Calhau! e Twin Girls and Wild Boys, seguidos de performances com António Caramelo e Hugo Almeida Pinho, e a colaboração de António Lago e Joclécio Azevedo.
Patente ao público até 13 de agosto, a exposição poderá ser visitada, de terça a sábado, das 10h às 18h, e ao domingo, das 14h às 18h. As visitas guiadas acontecem aos sábados, pelas 16h.
A entrada é livre.

PUBLICIDADE