PUB
Philips S9000

Gaia vai testar uso de trotinetas com motor partilhadas nas orlas marítima e ribeirinha

Gaia vai testar uso de trotinetas com motor partilhadas nas orlas marítima e ribeirinha

O projeto-piloto, que vigorará pelo prazo de um ano, irá disponibilizar 200 trotinetas com motor em 19 locais, os chamados “hotspots”, próximos do mar e das margens do rio Douro.

A Câmara de Vila Nova de Gaia quer avançar com um projeto-piloto de trotinetas com motor que só poderão circular nas orlas marítima e ribeirinha. A medida é apresentada na terça-feira.

Segundo a autarquia, citada pela Rádio Nova, o projeto-piloto vigorará pelo prazo de um ano, estando previsto serem disponibilizadas 200 trotinetas com motor em 19 locais, os chamados “hotspots”, próximos do mar e das margens do Douro.

As trotinetas a motor de uso partilhado deverão ficar colocadas em locais como a Avenida Diogo Leite, no Cais de Gaia, Rua de São Pedro, Rua da Praia e Largo Padre Joaquim de Araújo, na Afurada, na Avenida Agustina Bessa Luís, em Canidelo, na Infante Sagres, em Valadares, na zona do Senhor da Pedra, na Rua da Esplanada Fernando Ermida, em S. Félix da Marinha, bem como na Praça Nossa Senhora da Nazaré, entre outros locais.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

Um folheto, escrito em português e inglês, dará alguns conselhos aos utilizadores, como “verifica as luzes e travões”, “se estiveste a beber, não conduzas, nem uma trotinete”, “não uses o telemóvel a conduzir. Podes pousá-lo no suporte antes de iniciares o percurso” e “estaciona a trotinete num local para o efeito, nunca em parques, jardins ou estabelecimentos privados”.

Segundo avança a Lusa, citada pela Rádio Nova, a parceria que a Câmara de Vila Nova de Gaia está a estabelecer com uma empresa que disponibiliza este serviço aponta para várias regras, nomeadamente que “é proibido o parqueamento de trotinetes em acessos rampeados, passadeiras, paragens de transportes públicos e de transportes turísticos, postura de táxis, lugares de estacionamento pago de duração limitada ou destinados a pessoas com mobilidade reduzida ou reservados”.

Ao operador caberá remover ou relocalizar as trotinetes com motor que se encontrem estacionadas em locais proibidos ou de forma a causar obstrução à circulação e à acessibilidade e utilização de vias e passeios por outros utilizadores, por iniciativa própria e também sempre que solicitado pelo município”.

Este projeto-piloto será acompanhado de uma linha telefónica permanente de apoio ao utilizador.

PUBLICIDADE

PUB
PD-Bairro Feliz