PUB
Recheio 2024 Profissional

Gaia recebe festival de dança contemporânea

Gaia recebe festival de dança contemporânea

Entre os dias 1 e 3 de abril, Vila Nova de Gaia é palco da 3ª edição do festival transfronteiriço Regards Croisés Portugal.

Espetáculos de dança contemporânea vindos de Portugal, Espanha e França, workshops e ensaios abertos para bailarinos e público em geral tomam conta do Armazém22 e do Auditório Municipal de Gaia.

Organizado pela Kale Companhia de Dança, em parceria com o Centro Coreográfico Nacional Malandain Ballet Biarritz e Fundición Bilbao, e o apoio da Câmara Municipal de Gaia, o festival conta com direcção artística de Gaël Domenger.

O festival conta também com a programação da Temporada Cruzada Portugal-França 2022, em parceria com a Cie Samuel Mathieu.

“As honras de abertura (1 de abril, no Auditório Municipal de Gaia) vão estar a cargo da nova criação da Kale Companhia de Dança: TRIPLO [pt . fr. es]. Seguindo o espírito de partilha de linguagens transfronteiriças do certame, a Kale propõe um espetáculo em formato triplo sob a visão de três coreógrafos de diferentes estéticas: Daniela Cruz (pt), criadora em expansão no âmbito da dança contemporânea em Portugal, Hamid Ben Mahi (fr) com uma nova visão francesa sobre as danças urbanas e a transdisciplinaridade artística de Igor Calonge (es)” lê-se em comunicado.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

Já no segundo dia, 2 de abril, o festival move-se para o Armazém22, onde LYS da companhia do País Basco LED SILHOUETTE, com coreografia de Jon López e Martxel Rodriguez e interpretação de Katalin Arana, Laura Lliteras e Marina Fullana irão atuar.

No último dia, 3 de abril, no Auditório Municipal de Gaia, o espetáculo “C’est tout” com Cie Samuel Mathieu, apresenta um encontro transdisciplinar entre dois artistas, Jonas Leclere, artista de circo contemporâneo na técnica de aéreos (sangliers), e Fabienne Donnio, bailarina.

A rubrica JANELA PORTUGAL, espaço de divulgação de coreógrafos portugueses, ocupa o Armazém22 com “if maybe” de São Castro, uma criação para a K2 companhia de jovens bailarinos.

Além destes espectáculos, com preço único de 5€, o festival Regards Croisés Portugal propõe dois ensaios abertos com entrada gratuita, nos dias 1 e 2 Abril, e três workshops de dança a 2 e 3 de Abril, destinados a bailarinos profissionais, pré-profissionais e público em geral, com inscrição limitada à apresentação de bilhete para os espectáculos e aos lugares existentes.

PUBLICIDADE

PUB
PD- Revista Sabe bem