PUB
Santander Saúde

Gaia quer aprovar transferência anual de 5,5ME para freguesias até ao final do ano

Gaia quer aprovar transferência anual de 5,5ME para freguesias até ao final do ano

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR
O debate sobre o contrato de delegação de competências para freguesias foi o ponto alto da reunião camarária desta segunda-feira.

Até ao final do ano, a Câmara de Gaia espera concluir o acordo de execução para delegar competências às juntas de freguesia no valor de 5,5 milhões de euros, segundo adiantou, ontem, o presidente da autarquia, Eduardo Vítor Rodrigues, que considera a nova lei “impraticável”.
A reunião camarária desta segunda-feira teve como ponto alto o debate sobre o contrato de delegação de competências para freguesias, relativo ao segundo semestre de 2014, que irá passar a transferir mensalmente um total 228 mil euros, mais 10% que o anterior. De realçar que, no final do ano passado, o município criou um primeiro acordo transitório de delegação de competências com a duração de seis meses, durante os quais deveria ter sido elaborado o acordo plurianual (2014-2017) de execução previsto pela nova lei 75/2013 de setembro, que acabou por não ser definido. Para Vítor Rodrigues, “nenhum acordo de execução é viável sem aumentar nem que seja um cêntimo a despesa da Câmara”, razão pela qual considera que esta nova lei é “impraticável” e “escandalosa” e está a limitar de igual forma outras autarquias. Ainda assim, acredita chegar, antes do final de 2014, a uma solução “nunca antes vista” para o acordo de execução, que, “em princípio”, será de “5 a 5,5 milhões de euros”, ou seja, mais um milhão que a transferência efetuada pelo anterior executivo, fixada em 4,1 milhões de euros.

PUBLICIDADE

PUB
Prémio Literatura Infantil Pingo Doce