PUB
CIN Woodtec

Gaia prevê um empréstimo de 32 milhões de euros e a extinção de 120 postos de trabalho

Gaia prevê um empréstimo de 32 milhões de euros e a extinção de 120 postos de trabalho
O processo de saneamento financeiro de Vila Nova de Gaia prevê um empréstimo de 31,8 milhões de euros para fazer face ao passivo de 193 milhões e a extinção de 121 postos de trabalho, de acordo com documentos municipais.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

Segundo a proposta de plano de saneamento financeiro, para que haja uma recuperação do equilíbrio financeiro, o município terá de contrair um empréstimo bancário e ficará sujeita a um conjunto de medidas vigentes durante os próximos 14 anos e orientadas para a eficiência organizacional, que inclui a redução de despesa e o aumento da receita.
O documento, que será analisado na próxima reunião de câmara, explicita uma medida de redução de 6% do número de atuais colaboradores no município (121 até ao ano de 2029), o que permitirá uma poupança acumulada de 5,3 milhões de euros.
Ainda para reduzir a despesa, a câmara irá cortar nos subsídios e transferências em numerário, nas transferências de capital, nas horas extraordinárias e ajudas de custo, e ainda com um plano de eficiência energética que permitirá uma poupança de cerca de um milhão de euros, após os 14 anos destas medidas.
Para aumentar receita, e para além do empréstimo bancário que poderá ir até aos 31,8 milhões de euros, a proposta de plano aponta para um “aperfeiçoamento dos processos e do controlo sobre os factos suscetíveis de gerarem a cobrança de taxas e preços municipais, bem como ao nível da aplicação de coimas”, ou seja, uma fiscalização mais apertada das taxas municipais.

PUBLICIDADE

PUB
PD-Bairro Feliz