PUB
Santander Saúde

Gaia não está entre as finalistas para Capital Europeia da Juventude 2024. Programa de atividades e objetivos mantêm-se, assegura o município.

Gaia não está entre as finalistas para Capital Europeia da Juventude 2024. Programa de atividades e objetivos mantêm-se, assegura o município.

O município de Gaia ficou esta terça-feira a saber que a sua candidatura não está entre finalistas para o título de Capital Europeia da Juventude 2024, apesar de o júri do Fórum Europeu da Juventude a ter classificado como “extremamente positiva”.  

Este é, contudo, um resultado que não demove a Câmara Municipal, que assegura que vai prosseguir com o seu programa de atividades e objetivos delineados para a capital, com o intuito de continuar a ser “uma referência europeia” em termos de políticas de juventude. 

“Sabíamos da tremenda dificuldade da missão e aceitamos a decisão com respeito. Estamos orgulhosos do nosso percurso e vamos continuar a ser uma referência em termos de políticas de juventude a nível nacional e internacional”, afirmou Elísio Pinto, vereador do pelouro da Juventude.  

De acordo com o júri do concurso, todas as candidaturas submetidas apresentaram um “elevado padrão de qualidade”.  

A candidatura de Gaia representaria uma terceira capital europeia da juventude para Portugal (algo inédito a nível europeu). Das quatro cidades finalistas (Lviv, Ghent, Chisinau e Veszprem), com exceção da Bélgica (Antuérpia 2021), nem Ucrânia, Moldávia ou Hungria obtiveram até à data qualquer capital europeia da juventude.  

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

Segundo Elísio Pinto, o caminho de Gaia “está assumido” e a missão “continua inalterada”. O que se pretende, refere, é a promoção de uma liderança jovem e dos direitos dos jovens”. 

Já no próximo fim de semana, o município salienta que vai acolher a Conferência de Juventude da Presidência Portuguesa da União Europeia e o Hackathon, um evento que vai reunir jovens, inovadores sociais e entusiastas de participação jovem em torno de questões digitais. Para outubro, está prevista a realização do XV Tool Fair, um evento europeu que vai reunir responsáveis de juventude de toda a Europa, e em breve será também lançado o programa “Erasmus EU/Scaling UP”, que pretende fomentar o diálogo europeu entre jovens de todo o país.  

“Temos um percurso que nos oferece motivação e força. É esse o caminho a seguir.  Somos e queremos continuar a ser uma referência europeia em termos de políticas de juventude. Vamos continuar a alimentar o nosso percurso com objetivos renovados”, completou o vereador do pelouro da Juventude.  

Recorde-se que a atual Capital Europeia da Juventude é a lituana Klaipeda, contudo, devido aos constrangimentos provocados pela pandemia da covid-19, a cidade francesa de Amiens, que foi Capital Europeia da Juventude em 2020, continua a desenvolver o seu programa. 

PUBLICIDADE

PUB
PD-Bairro Feliz