Sogrape

Gaia: “Meu bairro, minha rua” chega ao quarteirão da Senhora da Graça

Gaia: “Meu bairro, minha rua” chega ao quarteirão da Senhora da Graça

O projeto da Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia, “Meu bairro, minha rua”, que visa “promover uma nova forma de viver em comunidade”, através da auscultação das preocupações da população, chegou ao quarteirão da Senhora da Graça, em Grijó.

A informação foi avançada pela autarquia, liderada por Eduardo Vítor Rodrigues, que assinala que, depois da distribuição dos inquéritos à população, em fevereiro passado, decidiu avançar com uma “intervenção nesta zona do concelho”, num projeto da autoria do arquiteto Luís Vieira.

“O gabinete de arquitetura fez um levantamento das necessidades e dos principais problemas do local, tendo sido detetadas as seguintes falhas e incongruências: a rotunda não se encontra enquadrada no panorama visual, nem dignifica o espaço existente; os coretos existentes não funcionam num conjunto; não existe um local demarcado para a travessia pedonal entre ruas; o espaço que deveria ser destinado a jardim não se encontra agradável nem tem espaços infantis; há uma falta de organização nos lugares de estacionamento”, lê-se no comunicado divulgado.

Depois de identificadas as necessidades, o município ouviu algumas propostas de intervenção no quarteirão da Senhora da Graça, que passam por “elevar todo o pavimento envolvente, com o intuito de tornar o espaço com mais amplitude, uniforme e forçando os automobilistas a reduzir a velocidade” e “situar uma zona de estacionamento e localizar travessias pedonais; demolir a rotunda existente e construir uma silhueta galgável, com a intenção de facilitar a manobra tendo em conta a forte afluência de veículos pesados na zona envolvente”.

Além disso, foi ainda proposto “prolongar a união da rua Corveiros e a rua Dr. Ernesto Castro com o intuito de enquadrar com a nova rotunda; dividir a zona pedonal da zona automóvel, através da demarcação dos lancis de granito; localizar um espaço para a montagem de um palco em épocas de festividades; e, por último, instalar um parque infantil, definir os espaços ajardinados e demarcar alguns limites através de floreiras e mobiliário urbano”.

No âmbito do inquérito realizado à comunidade, o município percebeu que a maior parte das queixas se prendiam com o “nível das passadeiras, da oferta de transportes públicos e do estado dos passeios. Já em termos de melhoria da alameda da Senhora da Graça, 76,4% sugeriu a “construção de um parque infantil e a colocação de mobiliário urbano”.

Recorde-se que o “Meu Bairro, Minha Rua”, uma iniciativa da Câmara Municipal de Gaia, que conta com o apoio do Instituto Padre António Vieira (IPAV), através do programa “Ubuntu no Bairro”, arrancou em 2019, de forma experimental, no quarteirão da Biblioteca Municipal.

O projeto nasceu da vontade de encontrar soluções e garantir que as preocupações da comunidade sejam sinónimo de um processo de revitalização permanente, levando a Vila Nova de Gaia uma visão de futuro projetada por cada cidadão.

Fotografia: CM Gaia

PUB
www.pingodoce.pt/pingodoce-institucional/revista-sabe-bem/sabe-bem-poupar-todos-os-dias/?utm_source=vivaporto&utm_medium=banner&utm_term=banner&utm_content=27012023-edicao71utm_campaign=sabebem