Philips

Gaia inaugura oficialmente Escolas EB 2/3

Gaia inaugura oficialmente Escolas EB 2/3

No dia em que arrancou o segundo período letivo, 4 de janeiro, a Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia inaugurou as escolas EB 2/3 Dr. Costa Matos, Valadares e Sophia de Mello Breyner, operacionais desde o início deste ano letivo. 

O momento contou com a presença do ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, e da secretária de Estado da Educação, Inês Ramires, num roteiro que iniciou na Escola Dra. Costa Matos e que terminou na Sophia de Mello Breyner. 

Em conjunto, a reabilitação dos três equipamentos envolveu um investimento de 8,4 milhões de euros, comparticipado pelo Programa Operacional Regional do Norte 2020, pelo Ministério da Educação e pelo município de Gaia. 

Na Escola Básica Dr. Costa Matos, o valor global foi de 2,8 milhões de euros, e serviu para realizar um “profundo processo de reabilitação”, cujo plano incluiu a realização de obras de manutenção ao nível das coberturas, fachadas, paredes interiores, vãos, instalações sanitárias, infraestruturas e arranjos exteriores, lê-se no comunicado divulgado pela autarquia. 

O projeto contemplou ainda “intervenções na rede de gás, que foi ligada à rede de abastecimento de gás natural”, e na “rede de combate a incêndios, que foi substituída”, “nas redes de abastecimento de água e de drenagem de águas residuais e pluviais”, que foram reabilitadas assim como as infraestruturas elétricas e as instalações de telecomunicações. Além disso, foram ainda realizadas obras de reabilitação nas rampas existentes e criadas “instalações sanitárias para pessoas com mobilidade condicionada em todos os blocos”. 

Por sua vez, a obra da Escola Básica de Valadares dotou o equipamento de “condições de conforto térmico, acústico e de segurança, com a remodelação das salas de aulas, a criação de novas instalações sanitárias (na escola e no pavilhão desportivo), a melhoria das acessibilidades, pinturas exteriores e a construção de parques infantis”, num investimento total de cerca de 2,6 milhões de euros. 

Já na Escola Básica Sophia de Mello Breyner, cujo investimento rondou os três milhões de euros, foram supridos problemas como a “deficiente interligação funcional, falta de instalações sanitárias, deficiente articulação entre o bufete e a cozinha, instalações sem luz direta, alguns incumprimentos nas áreas regulamentares e a inexistência de um polidesportivo coberto”. 

Além disso, foi ainda construído um polidesportivo coberto, com a capacidade para a prática desportiva de modalidades como voleibol, futebol, basquetebol e minibasquetebol e reabilitados espaços verdes, conclui a Câmara de Gaia. 

O processo de requalificação das escolas irá agora incluir Gaia Nascente, Carvalhos, Júlio Dinis e Diogo de Macedo. 

PUB
www.pingodoce.pt/produtos/take-away/encomendas/?utm_source=vivaporto&utm_medium=banner&utm_campaign=encomendasta&utm_term=banner&utm_content=050121-encomendaschef2021

Viva! no Instagram. Siga-nos.