RECHEIO 50 ANOS

Gaia apoia vítimas de violência doméstica

Gaia apoia vítimas de violência doméstica

A Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia juntou-se ao Rotary Club Gaia Sul e à Gaiurb – Urbanismo e Habitação, E.M., num programa que visa assegurar uma “resposta social à necessidade de proteção e acolhimento” de mulheres e crianças vítimas de violência doméstica.  

O protocolo de colaboração, assinado na terça-feira, estabelece a disponibilização de um apoio financeiro de 7.500 euros do Rotary Club Gaia Sul para a Gaiurb, responsável pelas “despesas inerentes ao recheio, manutenção e utilização dos apartamentos «+Autonomia»”. Por sua vez, a Câmara Municipal assumiu o compromisso de “encaminhar as vítimas para esta resposta social e a colaborar no seu percurso de inserção, nomeadamente através do serviço Gaia Protege+.” 

Em comunicado enviado à VIVA!, a autarquia, liderada por Eduardo Vítor Rodrigues, explica que o serviço tem dois eixos “estratégicos e complementares”: um, que visa “dinamizar ações de sensibilização e informação da população” e outro que se “materializou na criação de um local de atendimento e acompanhamento psicossocial das vítimas”.  

Desta forma, surgiu a necessidade de uma resposta habitacional temporária, que se materializou com os apartamentos de autonomização «+Autonomia», geridos pela Gaiurb, que visam a promoção da autonomia de vítimas de violência doméstica. 

O município acredita que a resposta pública às necessidades das vítimas de violência doméstica, um crime público, passa, em grande parte, pela articulação e pelo trabalho em parceria entre os organismos da administração central e entre as autarquias e os parceiros locais. 

PUB
www.pingodoce.pt/campanhas/sabor-do-mes/?utm_source=vivaporto&utm_medium=banner&utm_term=banner&utm_content=092022-carnepicadaangus&utm_campaign=sabordomes