PUB
Prémio Literatura Infantil Pingo Doce

Freguesias de Gaia assinaram reposição das 35 horas semanais de trabalho

Acordo firmado com os sindicatos visa repor as 35 horas semanais, distribuídas por um período normal de trabalho diário de sete horas, sendo que apenas cinco podem ser consecutivas.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

As 15 freguesias de Vila Nova de Gaia assinaram esta terça-feira um acordo coletivo com três sindicatos para a reposição das 35 horas semanais de trabalho, em protesto contra uma medida do Governo que, para o autarca local, Eduardo Vítor Rodrigues, apenas resultou na “redução da produtividade”. Em comunicado enviado às redações, a Câmara de Gaia adiantou que o Acordo Coletivo de Entidade Empregadora Pública (ACEEP) visa repor as 35 horas semanais, distribuídas por um período normal de trabalho diário de sete horas, sendo que apenas cinco podem ser consecutivas. Para o autarca socialista, trata-se de repor “uma situação justa que sofreu alterações devido a uma medida ideológica do Governo, quando implementou as quarenta horas de trabalho semanais, alegando que essa medida iria trazer mais produtividade ao país”. Eduardo Vítor Rodrigues defendeu ainda que esta ideia “demagógica” do Governo “colocou portugueses da função pública contra portugueses da função privada”, resultando numa “redução da produtividade devido à diminuição da autoestima e da motivação dos trabalhadores”. “Felizmente podemos inverter a situação com estes acordos com os sindicatos”, acrescentou, informando que a reunião realizada ontem contou com a participação de representantes do STAL (Sindicato Nacional dos Trabalhadores da Administração Local), do STEESP (Sindicato dos Trabalhadores do Estado e das Entidades do Setor Público) e do SINTAP (Sindicato dos Trabalhadores da Administração Pública).

PUBLICIDADE

PUB
PD-Bairro Feliz