Revista Sabe Bem PD - julho/agosto

FITEI assinala 45.ª edição com 16 espetáculos

FITEI assinala 45.ª edição com 16 espetáculos

A 45.ª edição do FITEI já tem data de regresso, entre os dias 10 e 22 de maio, e “coloca-se entre o luto, a disforia e o prazer. A edição deste ano é inquieta e imagina os futuros possíveis e os necessários. É uma edição compacta, com 16 espetáculos, com três estreias nacionais e oito estreias absolutas”.

Foi com estas palavras que Gonçalo Amorim, diretor artístico do FITEI, lançou a 45ª edição do Festival Internacional de Teatro de Expressão Ibérica, onde revelou também que os espetáculos realizar-se-ão em em 11 salas do Porto, Vila Nova de Gaia, Matosinhos e Viana do Castelo.

O festival abre no Teatro Nacional São João (TNSJ) com o espetáculo “Boom!”, do encenador Miguel Loureiro, peça que se estreia esta semana no Centro Cultural de Belém, em Lisboa, destacou Gonçalo Amorim.

Um outro grande destaque para o diretor é “Dragón”, do dramaturgo chileno Guillermo Calderón, que sobe ao palco do TNSJ nos dias 14 e 15 de maio. “É a primeira vez que Guillermo Calderón está no FITEI. É um dos grandes espetáculos” e é sobre “um momento de crise criativa e amorosa de um grupo de artistas”.

Aos destaques, junta-se também “Fuck me”, da argentina Marina Otero, que fala da vida da bailarina e “vai além das fronteiras entre documentário e ficção, dança e performance, acaso e representação”, agendado para 17 de maio, no Rivoli.

“Figueiredo”, do brasileiro Pedro Vilela acontece a 13 de maio no Auditório Municipal de Gaia é um outro espetáculo do qual Gonçalo Amorim está orgulhoso de apresentar.

Além destes quatro espetáculos internacionais apresentam-se ainda 12 estruturas nacionais, trabalhando muitas destas a partir do Porto. Segundo, Gonçalo Amorim, houve um “especial cuidado de olhar para o tecido teatral que trabalha a partir da cidade”.

Miguel Loureiro, Palmilha Dentada, a dupla Joana Von Mayer Trindade & Hugo Calhim, Teresa Coutinho, Albano Jerónimo, João Telmo, Nuno M. Cardoso, Miguel Bonneville & Sofia Dinger, Pedro Frias/Assédio, Teatro do Frio, Teresa Arcanjo e aia Apuro, em colaboração com a artista argentina Pilar Ruiz, são os protagonistas dos espetáculos nacionais escolhidos.

O FITEI encerra dia 22 de maio com “Othello”, de Marta Prazos (Galiza/Espanha), uma coprodução da Voadora, Teatro de La Abadia, TNSJ e Mit Ribadavia.

No Porto, os espetáculos (preços entre 5€ e 16€) acontecem no Teatro Helena Sá e Costa, no Teatro Nacional São João, no Carlos Alberto, na Sala de Bolso, no Rivoli, na mala voadora, no Teatro Campo Alegre e no Mosteiro São Bento da Vitória. O Auditório Municipal de Gaia, o Teatro Constantino Nery, em Matosinhos, e o Teatro Municipal Sá de Miranda, em Viana do Castelo, são outros espaços por onde o FITEI também passará.

A 45.ª edição do FITEI vai manter o formato ‘streaming’, “uma dimensão fruto da pandemia que se revelou um enorme sucesso nas anteriores edições e que vai permitir que os espetáculos cheguem aos quatro cantos do mundo”, refere a organização.

Mais informações sobre os espetáculos e agenda poderá consultar aqui.

Fotografia: fuckme © DiegoAstarita.jpg

PUB
www.pingodoce.pt/campanhas/sabor-do-mes/?utm_source=cm&utm_medium=banner&utm_term=leaderboardmobile&utm_content=peixe&utm_campaign=sabordomes