CM Matosinhos

FIFA defende tecnologia na linha de golo após erro no Ucrânia-Inglaterra

O responsável máximo da modalidade desportiva escreveu na rede social Twitter que, após a partida de ontem, a referida tecnologia “não é mais uma possibilidade, mas uma necessidade”.
Durante o encontro entre a Inglaterra e a Ucrânia, que terminou com a vitória inglesa por 1-0, o defesa John Terry tentou desviar um remate de Marko Devic, mas a bola ultrapassou a linha de golo, ainda que o árbitro de baliza não se tenha apercebido. Aliás, o mesmo erro aconteceu já durante o jogo Alemanha-Inglaterra do Mundial 2010, no qual um remate de Frank Lampard ultrapassou a linha de golo e não foi validado.
PUB
juliana.pingodoce.pt/?utm_source=vivaporto&utm_medium=mrec&utm_term=mrec&utm_content=021120-institucional&utm_campaign=juliana

Viva! no Instagram. Siga-nos.