PUB
Junta da Galiza

Festas de S. Bento

Festas de S. Bento
De acordo com Júlia Godinho, vereadora da Cultura da Câmara Municipal de Santo Tirso, estas “ofertas” estão associadas ao facto de grande parte da popularidade do santo estar ligada à cura de verrugas na pele, vulgarmente designadas de “cravos”, e ainda ao auxílio que prestava em partos difíceis.

Aliás, acrescentou a responsável, “reza” a tradição que se realizavam duas festas anuais em honra a S. Bento – “uma delas no dia 21 de março, na altura da sua morte, à qual os populares chamavam o ‘Trânsito de S. Bento’, e outra no dia 11 de julho [ainda hoje feriado municipal], que assenta na hipótese da transladação do seu corpo”. Entretanto, a primeira das comemorações “foi caindo no esquecimento”, ao contrário da de julho, que permanece “bem viva”.

sbento3Assim, logo a partir das 4 horas da madrugada, as estradas de Santo Tirso enchem-se de caminhantes, que fazem questão de participar na primeira missa do dia, realizada às 6h30. “Pedimos sempre às forças de segurança para reforçarem a sua ação neste dia”, sublinhou Júlia Godinho, revelando que, em edições anteriores das festas, o município recebeu entre 7 a 8 mil pessoas, de acordo com dados cedidos pela autoridade policial.

“Não há dúvida de que são celebrações muito antigas e com muita tradição”, sustentou a vereadora, acrescentando até que, tal como referiu o Padre Carvalho Correia num dos seus livros, há um documento datado de 20 de julho de 1648 que já faz referência às comemorações, a propósito da ajuda que os religiosos davam aos peregrinos. Ainda assim, as Festas de S. Bento não se esgotam no culto religioso, apresentando um programa de propostas variadas para toda a população.

sbento1“Aurea” como cabeça de cartaz

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

“Além da parte religiosa, com as pessoas que vêm ao antigo mosteiro beneditino cumprir promessas e oferecer ovos, sal e cravos brancos a S. Bento, há também um lado profano”, que assenta num programa repleto de animação musical e atividades desportivas. Desta forma, em destaque no dia 10 estará a atuação de Aurea, um dia depois do concerto dos The Tabledoors, banda que venceu o concurso concelhio Rock Convida. A encerrar as festividades haverá, como já é habitual, Fados de Coimbra.

Além disso, de 6 a 11 de julho, o Mercado Municipal vai receber a Exposição de Colecionismo “S. Bento”, com exemplares de peças que prometem “surpreender os mais novos”. A edição de 2012 das festas contará ainda com atividades desportivas. O município receberá, pela primeira vez, uma prova de atrelagem, agendada para as 15 horas de dia 10 na Escola Agrícola, e uma Corrida de Carrinhos de rolamentos, meia hora antes, no arruamento de ligação da R. Alberto Pimentel à Av.ª do Operário Têxtil. De referir ainda o Torneio Internacional de Andebol “S. Bento XV”, a Caminhada S. Bento, marcada para o dia 7, às 9h00, e a final do Torneio de Ténis “S. Bento Open”, no mesmo dia, no Complexo Desportivo Municipal.

sbento2Festejar mesmo em tempo de crise

Numa altura em que o país se encontra fragilizado pela tão falada crise económica, Júlia Godinho considera que as festas populares são importantes por permitirem que os cidadãos se divirtam de forma gratuita. “As pessoas acabam por se integrar mais nos seus grupos de pertença e é-lhes dada a oportunidade de festejarem sem custos nenhuns”, sublinhou a vereadora da cultura.

Aliás, acrescentou a responsável, apesar da redução do orçamento, a autarquia tirsense decidiu não prescindir da iluminação das ruas e do fogo de artifício. “Graças aos novos sistemas tecnológicos, conseguimos iluminar mais ruas por menos dinheiro. E também não prescindimos do fogo de artifício, porque é algo a que as pessoas já estão habituadas”, concluiu.

Mariana Albuquerque
Fotos: Câmara Municipal de Santo Tirso

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

PUB
PD- Literarura Infantil