CIN - Branco Perfeito

Feira do Livro do Porto regressa aos Jardins do Palácio de Cristal

Feira do Livro do Porto regressa aos Jardins do Palácio de Cristal

Até 12 de setembro, a festa do maior evento literário da cidade do Porto faz-se nos Jardins do Palácio de Cristal. A oitava edição da Feira do Livro do Porto, organizada pela Câmara Municipal, arranca este fim de semana, com um programa artístico que evoca Júlio Dinis, no ano em que se comemoram 150 anos da sua morte, a partir do mote “Herborizar”.

O herbário de Júlio Dinis, propriedade da Escola Rodrigues de Freiras, será apresentado no “contexto expositivo”, que marca a abertura do Museu da Cidade— Extensão do Romantismo, antigo Museu Romântico, com a proposta de “realizar um diagnóstico sobre o impacto do romantismo no Porto até à atualidade”.

A figura incontornável do romantismo na cidade é abordada no programa desenhado pela curadora convidada Helena Carvalhão Buescu, intitulado “Júlio Dinis — Passeios em Terras Românticas”, que acontece nos dias 28 e 29 de agosto e conta com a participação de Isabel Pires de Lima e Simão Valente, que se “debruçam sobre a tomada de uma consciência ecológica”, e João Barrento e Ana Luísa Amaral, sobre as “questões de tradução”.

O curador Gonçalo M. Tavares, também convidado, vai questionar “o romantismo contemporâneo na Dança, na Arte, no Teatro e na Ciência”, nas sessões “Romantismo para além do Romantismo. Entre Arder e Durar”, agendadas para os dias 4,5, 11 e 12 de setembro.

A partir da “análise da sensibilidade romântica na contemporaneidade”, Nuno Faria, coordenador da programação artística, e diretor do Museu da Cidade, propõe o ciclo de “Lições” e Guilherme Blanc, diretor do futuro Batalha Centro de Cinema, o ciclo de filmes.

A programação da Feira do Livro do Porto é “amplo” e foi “pensado para todas as idades”, contando com propostas como como lições literárias, recitais de poesia, conversas, oficinas, sessões de cinema, concertos e teatro ao ar livre, animação infantojuvenil, uma feira de criações gráficas, uma exposição de design feminino e uma rádio em emissão constante.

A edição 2021 do certame contará com um total de 124 pavilhões e, à semelhança do último ano, obrigada à utilização de máscara e corredores de circulação. A autarquia elaborou um “rigoroso plano de contingência”, que pretende prevenir e mitigar os riscos associados à propagação da covid-19.

O programa completo da Feira do Livro do Porto pode ser consultado aqui.

Imagem de arquivo

PUB
www.pingodoce.pt/pingodoce-institucional/revista-sabe-bem/sabe-bem-poupar-todos-os-dias/?utm_source=vivaporto&utm_medium=banner&utm_term=banner&utm_content=27012023-edicao71utm_campaign=sabebem