Sogrape

Feira do Livro do Porto foi “um êxito”

Feira do Livro do Porto foi “um êxito”

A última edição da Feira do Livro do Porto, que encerrou este domingo, 12 de setembro, voltou a ser “um êxito de público” e um “sucesso em termos de vendas”. O primeiro balanço foi feito pelo presidente da Câmara Municipal do Porto, Rui Moreira, que destacou que o público “afluiu aos Jardins do Palácio de Cristal cumprindo o ritual de regresso à cidade, preparando a rentrée na companhia dos livros”.

“As vendas que nos são reportadas atingem valores muito superiores a anos anteriores, o que é uma boa notícia”, avançou ainda o autarca, na Avenida das Tílias, depois de descerrar a placa de atribuição de uma tília a Júlio Dinis, o escritor evocado na edição 2021 do certame literário.

A homenagem aconteceu precisamente no dia em que se assinalaram os 150 anos do desaparecimento do escritor nascido no Porto.

De acordo com Rui Moreira, a Feira do Livro do Porto voltou “a trazer a obra e vida deste grande escritor portuense para o primeiro plano” e adiantou que a sua obra “estará no centro do projeto educativo do Museu da Cidade durante todo o próximo ano letivo”.

A iniciativa, avançou, vai materializar-se em torno de “O IMAGINÁRIO”, publicação composta em fragmentos, que servirá de objeto de mediação e de introdução à leitura da obra de Júlio Dinis, e de o “HERBÁRIO”, exposto na Extensão do Romantismo do Museu da Cidade, obra “rara e tocante que ali estará acessível nos próximos meses e que constitui o ponto focal do programa de visitas guiadas, que logo desde a abertura do espaço ali promovemos e continuaremos a promover”.

Além disso, o município do Porto adquiriu também um “conjunto de 58 documentos manuscritos originais de Júlio Dinis, que reúne textos dramáticos desde a sua juventude ao seu derradeiro romance «Os Fidalgos da Casa Mourisca».

A aquisição contempla também “cadernos pessoais, repletos de anotações, esboços literários e pequenos desenhos, poesia e cartas para familiares e amigos”, completou o presidente da Câmara Municipal do Porto.

Para o próximo ano, Rui Moreira manifestou o desejo de que a iniciativa “se mantenha nos Jardins do Palácio de Cristal”.

Recorde-se que a Feira do Livro do Porto decorreu de 27 de agosto a 12 de setembro.

Viva! no Instagram. Siga-nos.