CIN

Federação Académica do Porto reforça apoio à comunidade

Federação Académica do Porto reforça apoio à comunidade

Numa altura em que Portugal enfrenta o seu segundo confinamento, a Federação Académica do Porto (FAP), que, ao longo do último ano, tem prestado um contributo muito significativo à comunidade e estudantes, no âmbito das dificuldades inerentes à pandemia de covid-19, anuncia agora um reforço desse apoio. 

Sob o mote “Continuamos Academia”, a FAP revela que entregará na próxima segunda-feira, 8 de fevereiro, bens alimentares aos profissionais de saúde do Centro Hospitalar Universitário do Porto – Hospital de Santo António.  O objetivo, lê-se na nota divulgada, é agradecer a todos “o esforço diário na luta contra a pandemia de covid-19”. 

Paralelamente, o grupo de estudantes está a organizar também uma dádiva de sangue, que pretende responder à escassez das reservas. A iniciativa, realizada em conjunto com o Instituto Português do Sangue, está agendada para terça-feira, 9 de fevereiro, entre as 14h00 e as 19h00, no Pólo Zero, sito na Rua de São Filipe de Nery. É necessária marcação prévia, alerta a FAP. 

De acordo com a presidente, as ações em causa são o reflexo da preocupação dos estudantes com a situação atual do país. “Na Academia do Porto, preparamos o nosso futuro, e o futuro passa por sermos jovens empenhados na luta por uma sociedade mais justa e com desigualdades menos acentuadas”, afirma Ana Gabriela Cabilhas, sublinhando que o compromisso da FAP é “desdobrar-se” em iniciativas que combatam as várias dificuldades que a pandemia trouxe. 

De referir que a FAP criou também uma plataforma online de apoio aos estudantes, com o intuito de “ser um ponto de contacto onde os estudantes podem partilhar as dificuldades que estão a sentir”, seja em termos de ensino, alojamento, dificuldades socioeconómicas ou saúde mental.  

O comunicado adianta ainda que, em breve, a campanha “Continuamos Academia” contemplará mais iniciativas, entre as quais um concerto solidário e uma angariação de material tecnológico, como computadores, tablets e webcams, dadas as dificuldades de alguns estudantes no modelo de ensino online, que arranca já na segunda-feira. 

Viva! no Instagram. Siga-nos.