PUB
Santander Saúde

FC Porto: derrota dá perda da liderança do campeonato

FC Porto: derrota dá perda da liderança do campeonato

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR
O FC Porto já não cedia sete pontos em três jornadas consecutivas do campeonato português de futebol desde 2001/02, somando, pela primeira vez, três jogos sem vencer em nove temporadas.

Já na segunda metade da temporada 2001/02, com José Mourinho a dar os primeiros passos como treinador dos “dragões”, o FC Porto somou, pela última vez, 3 encontros consecutivos sem vencer na Liga, depois de uma derrota com Belenenses (3-0) e empates com Alverca (0-0) e União de Leiria (0-0). A derrota de sábado frente à Académica, na 11.ª jornada da I Liga de 2013/14, fez o FC Porto, comandado por Paulo Fonseca, igualar esta série, seguindo-se aos empates com Belenenses e Nacional, ambos por uma bola. Foi na difícil época de 2004/05, após a saída do campeão europeu Mourinho, que o FC Porto esteve, pela última vez, três encontros consecutivos sem vencer no campeonato, embora nessa temporada tenha somado três empates seguidos por duas vezes. Sob o comando do espanhol Vitor Fernandez, que substituiu o italiano Luigi Del Neri antes do início da temporada, o FC Porto empatou com Sporting de Braga (1-1), Estoril-Praia (2-2) e União de Leiria (1-1). Antes de ser substituído por José Couceiro, Fernandez ainda esteve na última série de três encontros consecutivos sem triunfos – empates com Marítimo (1-1), Rio Ave (1-1) e Académica (0-0). Em todas as competições, o FC Porto soma apenas dois triunfos em oito encontros (quatro empates e duas derrotas), tendo voltado a perder para o campeonato 53 jogos depois. Esta situação também só tem semelhança em 2004/05, mas na altura o FC Porto somou quatro derrotas e dois empates.
Apesar de ter começado a temporada com o triunfo na Supertaça e ainda estar em competição na Taça de Portugal, o FC Porto perdeu, no domingo, a liderança da I Liga para Sporting e Benfica e está em risco de ser eliminado na Liga dos Campeões.
Na “Champions”, os “dragões” tiveram a pior prestação de sempre de uma equipa lusa em casa na fase de grupos, somando apenas um ponto em três encontros, necessitando para seguir em frente de, na última ronda, derrotar fora o Atlético de Madrid e esperar que o Zenit não vença no terreno do Áustria de Viena.

PUBLICIDADE

PUB
PD- Revista Sabe bem