PUB
Santander Saúde

FC Porto deixa-se empatar ao cair do pano frente ao Sporting em noite de homenagem (2-2)

FC Porto deixa-se empatar ao cair do pano frente ao Sporting em noite de homenagem (2-2)

Em partida a contar para a 31ª jornada da liga portuguesa de futebol, o FC Porto recebeu o Sporting CP. No clássico entre dragões e leões, ninguém se ficou a rir. 2-2 foi o resultado final.

O jogo era histórico para o FC Porto, na medida em que seria o primeiro, ao fim de 42 anos, em que o presidente eleito não era Jorge Nuno Pinto da Costa. Apesar da vitória esmagadora de André Villas Boas, o estádio homenageou Pinto da Costa, antes e durante o jogo.

Quanto ao jogo em si, este começou muito bem para os azuis e brancos. Após um passe em falso do guarda-redes do Sporting, a bola sobrou para Francisco Conceição. Este, aproveitando o erro clamoroso de Franco Israel, deu a Nico Gonzalez, que serviu Evanilson para o 1-0.

Euforia no Dragão e aos 7 minutos já ganhava o Porto. Num jogo sem grandes oportunidades, ainda houve uma cabeçada de Paulinho, num pontapé de canto, que pôs a baliza de Diogo Costa em sentido.

No entanto, a equipa da casa parecia mesmo determinada em arrumar rápido com a questão e aos 41 minutos veio o 2-0. Numa jogada magistral de Martim Fernandes, que se estreou como titular pelo FC Porto, o jovem lateral deu a bola a Pepê que chutou para o fundo das malhas sportinguistas.

Aos 42 minutos, Pinto da Costa foi homenageado no estádio

Veio o minuto 42, mais uma homenagem a Pinto da Costa. Em uníssono, o Dragão cantou por uma das figuras mais emblemáticas da história do futebol nacional. Feitas as homenagens, era tempo de intervalo.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

Previa-se um Sporting diferente e assim foi. A equipa de Rúben Amorim entrou para os segundo tempo com mais vontade, no entanto essa vontade não se materializou em situações de perigo.

Isto até que, no espaço de segundos, houve espaço a um verdadeiro banho de gelo no Estádio do Dragão. Sem que nada o fizesse prever, até pela falta de ocasiões criadas, o Sporting fez o 2-2 num espaço de um minuto. O responsável? O mesmo de sempre: Viktor Gyokeres.

Aos 87 minutos, o avançado sueco respondeu a um cruzamento de Nuno Santos com uma cabeçada fulminante. Estava feito o 2-1. O FC Porto repôs a bola, o Sporting recuperou e, passado segundos, Edwards assistiu para Gyokeres, que provou mais uma vez o porquê de ser o jogador sensação do campeonato.

Até ao final do jogo, ainda houve lugar a um desentendimento entre Galeno e Edwards, que resultou na expulsão do jogador do Sporting. De qualquer forma, o resultado iria permanecer inalterado. 

Com este empate saboroso no Dragão, o Sporting fica 5 pontos à frente do SL Benfica, que ocupa o segundo lugar. Já o FC Porto, está apenas 1 ponto à frente do SC Braga, que “morde os calcanhares” pela luta do terceiro posto.

Fotografia: Facebook F.C.Porto
PUBLICIDADE

PUB
Prémio Literatura Infantil Pingo Doce