PUB
Recheio 2024 Institucional

Fatura do gás natural aumenta 6,9%

Fatura do gás natural aumenta 6,9%
PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR
A atualização dos preços surge no âmbito dos compromissos assumidos pelo Governo com a “troika”, com vista à liberalização do mercado do gás e da eletricidade.
Num agregado familiar de duas pessoas, a ERSE prevê que o novo aumento se reflita num impacto de 84 cêntimos na fatura média mensal. Em famílias com quatro pessoas, o aumento será de 1,58 euros.
De acordo com a Lusa, a fixação de tarifas para o gás, entre 2012 e 2013, está inserida num “processo de extinção de tarifas reguladas de venda a clientes finais”, o que significa que, até 31 de dezembro de 2015, os consumidores terão de optar por um fornecedor de gás liberalizado. Neste momento, as duas opções existentes no mercado são a Galp, que oferece um pacote de gás e eletricidade, e a EDP, que prometeu também avançar para uma oferta dual e outras propostas aos clientes.
Por outro lado, a fatura de gás das empresas vai sofrer um aumento de 7,4 por cento. Para estes consumidores – que consomem gás com valores anuais superiores a 500 metros cúbicos – a ERSE decidiu aplicar uma tarifa transitória, que será revista no dia 1 de outubro. Os primeiros a serem afetados pelos aumentos definidos pela entidade reguladora no que diz respeito à fatura da eletricidade serão também as empresas, com um agravamento de 2.0 por cento. Os consumidores domésticos vão continuar com a mesma tarifa até ao final deste ano.
PUBLICIDADE

PUB
PD-Bairro Feliz