PUB
CMPorto

Fantasporto: programação dos dias 7 e 8 de março

Fantasporto: programação dos dias 7 e 8 de março

Nesta que é a 44ª edição do Fantasporto, estarão presentes a maioria dos realizadores e equipas dos filmes em competição, bem como representantes das produtoras, agentes de vendas e meios de comunicação. O festival, que teve inicio no dia 1 de março, decorre até dia 10 no Batalha Centro de Cinema e exibe cerca de 100 filmes de 34 países, em estreia mundial.

O programa contém 4 competições: a principal, o Cinema Fantástico com 30 longas e uma secção de curtas-metragens, a Semana dos Realizadores, a Oriente Express dedicada a filmes asiáticos, com especial destaque na edição deste ano, e a competição do Prémio de Cinema Português.

Deixamos-lhe a programação para os próximos dias, 7 e 8 de março (quinta e sexta feira):

Dia 7 de Março – Quinta-feira

SALA 1

15:15 Within | 91´ China SR/OE- thriller, v.o., leg ingl, leg port

Dalu Guo, realizador chinês que anteriormente usava o nome de Hu Jia. “Within” (2023) teve estreia nacional no festival de Shanghai.

17:00 Surrogate King Palisoc- 88’ (Filip) CF/OE- horror fantástico, v.o., leg ingl, leg port

King Palisoc, realizador que apresentou “Tandem” no Fantasporto 2016,traz o seu filme mais recente, “Surrogate”, em Antestreia Mundial no Fantasporto 2024.

18:45 Invisible Windows – Dr,Biju- 126’ – India CF/OE- fantástico, v.o., leg ingl, leg port

Dr Bijukumar Damodaran, realizador que arrecadou três vezes o Prémio Nacional de Cinema da Índia e selecionador para os Óscares em 2015, apresentou o seu primeiro filme, “Saira” em 2007 no Festival de Cannes. Com 23 prémios internacionais, é, entre outros, conhecido por “Birds with Large Wings” (2015), “Sound of Silence” (2017), vencedor do Festival de Cincinatti, e “Trees Under the Sun” (2019), premiado como Melhor Filme em Toulouse.

21:15 Bucky F*cking Dent – David Duchovny – 105’ (EUA) SR- drama, v.o. ingl, leg. port

David Duchovny, novaiorquino nascido em 1960, estudou nas Universidades de Princeton e Yale, onde se licenciou em Literatura Inglesa. Começou como actor em “New Year’s Day” (1989) e “Bad Influence” (1990). Foi na televisão que alcançou fama, primeiro com “Twin Peaks” onde interpretou o agente Dennis Bryson e sobretudo em “The X-Files” onde obteve sucesso internacional como o agente Fox Mulder. Realizou alguns episódios desta série e depois a série “Californication” (2008-2014). “Bucky F*cking Dent” (2023) é a sua segunda longa-metragem para cinema.

23:30 La Mujer Dormida– Laura Alvea- 110’ (Esp) CF- horror, v.o., leg ingl, leg port

Laura Alvea é realizadora, nascida em Andaluzia, Espanha. Co-realizou seis filmes desde 2003, iniciando a sua carreira a solo em 2016 com “1977”, a que se segue “Ánimas” (2018), “Fernando Torres: El Último Símbolo” (2020), “La Mirada de las Musas” (2021) e a mini série “The Snow Girl” (2023).

SALA 2

15:00 COMPETIÇÃO PCP – ESCOLAS – TOTAL: 96’- v.o.

Anthouse– Iris Viesulas- 10’06 (Port) ESSR

½= 1 – Luísa Alegre- 5’ (Port) UNIV CATÓLICA

A Última Casa– – Francisco Santos- 13’ (Port) ESAP

Sea-64 – Paulo Malheiro – 11’28’’(Port) UNIV MINHO

À Luz das Impressões– Luís Miguel Rocha – 8’ 17’’ (Port) UBI

O Abafador – Silvana Torricella – 12’56’’ (Port) ESMAD

Esqueci-me que tinha Medo – 12´54´´(Port) Fora Comp. ULL

Maria José Maria – Chico Noras -21´ (Port)- FORA DE COMPETIÇÃO

17:00 PCP – FILME- COMPETIÇÃO CURTAS – TOTAL: 94’- v.o.

Ruim– Daniela Pereira Marques – 13’41’’ (Port).

Samson- Vasco Viana- 17’51’’ (Port/Chéquia)

Portrait(s) – Luís Miranda- 2’ 30’’ – (Port)

Departures – Vasco Viana- 14’ (Port/Chéquia)

De Passagem-Telmo Ribeiro- 10’ (Port)

Penrose – Alessandra Roucos e Maria Teresa Teixeira -11’ (Port)

Pássaros de Papel – Nuno Manuel Pereira -13´, 42´´ (Port)

19:00 Best Cop Ever – João Bruno – 122’ –(Port) – PCP FILME-acção, sci-fi,  v.o.

João Bruno, nascido no Porto em 1996, formado em engenharia informática e experiência no ramo militar, é um realizador autoditata. Fascinado com cinema, começou desde cedo a criar a sua produção “standalone” para o tipo de projectos que sempre quis realizar. Após várias curtas amadoras, concluiu, em 2023, a sua primeira longa-metragem “Best Cop Ever”.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

Com evidente sentido do que é o cinema, o filme é uma produção extremamente ambiciosa, feita sem apoio financeiro, ao longo de 3 anos em que o realizador João Bruno assume a maioria dos aspectos criativos e de imagem, nomeadamente a realização, escrita de argumentos, VFX, efeitos especiais e concept art, assim como a interpretação do papel principal. Este é um filme português surpreendente.

21:30 Comrade Drakulich – Mark Bodzsár – 95´-2019 Retrospectiva Visions of Hungarian Cinema- fantástico,  v.o., leg ingl

Mark Bodzsár alcançou reconhecimento ao vencer o Prémio de Melhor Filme na Semana dos Realizadores do Fantasporto 2014, estreando-se na longa-metragem, “Heavenly Shift”. Esta comédia negra, que apresenta um vampiro com nuances políticas, cativou o público e obteve sucesso também noutros festivais renomados. O filme recebeu o Prémio de Argumento no Festival de Sitges, além de prémios em festivais de Bilbao, Rojo sangre na Argentina, Imaxinario em Espanha, e competiu em eventos como Neuchatel e Fantaspoa. A obra de Bodzsár destacou-se pela originalidade e capacidade de conquistar tanto o público quanto os críticos.

23:30 The Hyperborean- Jesse Thomas Cook- 95’ (Can) CF- sci-fi, fantástico, v.o., leg ingl, leg port

Jesse Thomas Cook, realizador, actor e produtor canadiano, conhecido por “Cult Hero (2022), “Monster Brawl” (2011) e “The Hoard” (2018). “The Hyperborean” é a sua oitava longa-metragem.

Dia 8 de Março – Sexta-feira

SALA 1

14:15 Baby Assassins 2 – Babies – Hugo Sakamoto – 100´ (Japão) CF/OE- thriller, acção, v.o., leg ingl, leg. port

Hugo Sakamoto, realizador japonês, conhecido por “Baby Assassins” (2021), já exibido no Fantasporto, “Hangman’s Knot” (2017) e “Yellow Dragon’s Village” (2021).

16:15 The Invisible Fight- Rainer Sarnet- 116’ – (Estónia) CF- comédia fantástica, v.o., leg ingl, leg port

Rainer Sarnet é um aclamado realizador e argumentista estoniano, reconhecido principalmente pelo seu trabalho em “November” (2017), um filme que conquistou 24 prémios internacionais, incluindo o prestigiado Fantasporto 2018, onde recebeu o Prémio Especial do Júri e o de Melhor Fotografia. Este filme também foi selecionado para festivais de renome como Sitges, Locarno e Varsóvia, destacando-se pela originalidade e qualidade cinematográfica.

Além de “November”, Sarnet também dirigiu séries de televisão de sucesso, como “The Bank” (2018) e “Vaino Vahingu Paevaraamat” (2021), demonstrando sua versatilidade e talento em diferentes formatos e géneros. Sua obra continua a cativar tanto o público quanto a crítica, consolidando-o como uma figura proeminente no cenário cinematográfico internacional.

18:30 Post Mortem- Péter Bergendy – 115’ (Hun) 2021- Retrospectiva Visions of Hungarian Cinema- terror fantástico, v.o., leg ingl, leg. port

Péter Bergendy, nascido em 1964, é um cineasta húngaro que possui uma trajetória diversificada e reconhecida. Inicialmente licenciado em Psicologia, Bergendy apresentou uma tese centrada nos filmes de horror, evidenciando desde cedo o seu interesse pelo cinema. Como cineasta, destacou-se pela criação de anúncios comerciais premiados, antes de iniciar a sua carreira na produção de longas-metragens.

A sua estreia como diretor de cinema ocorreu em 2004 com a comédia “Stop Mom Teresa!”. Bergendy continuou a sua ascensão na indústria cinematográfica, conquistando prémios com filmes como “The Exam”, premiado no Festival de Chicago em 2012, e “Trezor”, o primeiro filme de televisão húngaro a ser nomeado para um Emmy, em 2020.

Destacando-se como um pioneiro no género de horror na Hungria, Bergendy criou “Post-Mortem”, o primeiro filme húngaro do género a rivalizar com as grandes produções americanas, evocando clássicos como o soviético “Viyi”. A obra foi selecionada para o Festival de Trieste e conquistou os prémios de Melhor Realização e Melhor Argumento no Fantasporto 2021.

21:00 – Megalomaniac- Karim Ouelhaj – 100’ (Belg) Grande Prémio Fantasporto 2023- Retrospectiva Karim Ouelhaj –horror,  v.o. , leg ingl, leg port

Karim Ouelhaj é um prolífico realizador, escritor e produtor belga, cujo talento artístico tem sido reconhecido internacionalmente. A sua estreia no mundo do cinema veio com sua primeira longa-metragem, “Parabola”, que foi selecionada para o prestigiado Festival de Veneza na secção oficial Giornatti degli Autori Venice Days. O filme recebeu vários prémios, incluindo o cobiçado Prémio Federico Fellini em 2006, nos Estados Unidos, entre outros galardões.

Ouelhaj demonstrou a sua versatilidade e habilidade ao longo da sua carreira, especialmente através de um tríptico de longas-metragens dedicadas à sociedade. “La Repas du Singe” (2013) foi reconhecido com o prémio de Melhor Atriz no Festival de Roma, enquanto “Une Realité para Seconde” (2015) também fez parte desse notável conjunto de obras. Em 2016, a sua curta-metragem de fantasia “L’Oeil Silencieux” conquistou o Grande Prémio e o Méliès D’Argent no Festival de Bruxelas, além de ter sido selecionada e premiada em diversos festivais ao redor do mundo.

A mais recente obra de Ouelhaj, “Megalomaniac” (2022), baseada na história verdadeira do Carniceiro de Mons, solidificou ainda mais sua posição no cenário cinematográfico internacional. O filme conquistou mais de 20 prémios internacionais, incluindo Melhor Filme no Fantasia (Canadá), Melhor Filme de Horror no Macabro Film Festival (México) e os prestigiados prémios de Melhor Filme, Realização e Atriz no Fantasporto 2023.

23:15 Woman in the Maze – Mitesh Patel 101´ (EUA) CF- horror, fantástico,  v.o. ingl, leg port

Mitesh Kumar Patel nasceu na India e estudou Artes Plásticas. Em 2011 realiza “The Man in the Maze”, seguido de “Neron” (2016), “House of Quarantine” (2020), “Instant Karma” (2021), entre outros. “Woman in the Maze” é a sua sétima longa-metragem.

SALA 2

15:00 Carne, a Pegada Insustentável – Hugo Almeida- 74’ (Port)- CENAS EVENTUALMENTE CHOCANTES – PCP- documentário, v.o.

Hugo Almeida, realizador português, dirigiu 12 episódios da série “UBI – a Path to Freedom” sobre a rendimento mínimo universal. Em 2022, trabalhou com a banda americana Hercules & Love Affair no documentário “Continuity”. “Carne: A pegada Insustentável” é a sua primeira longa-metragem. Não é muito comum o Fantasporto apresentar documentários. A qualidade e impacto, diria mesmo necessidade, deste filme impõe a sua projecção. Num mundo onde tudo está a mudar devido às mudanças climáticas e ao seu dramático impacto em milhões de seres humanos, o realizador Hugo Almeida e o seu produtor, Francisco Guerreiro, este deputado europeu, trazem uma resenha histórica e social da importância da evolução dos hábitos de alimentação e da necessidade urgente de mudança da alimentação, sobretudo nas sociedades mais avançadas. Esta é a primeira longa-metragem do realizador.

17:00  PCP – FILMES FORA DE  COMPETIÇÃO Total: 122’

O Nosso Caminho- Pedro Gil Vasconcelos- 35’ (Port)- documentário, v.o.

Era uma Vez no Apocalipse – Tiago Pimentel- 21’30’’, (Port)- sci-fi, horror, v.o

Titus – Rui Neto, Jorge Albuquerque – 65’ (Port) – tragédia, v.o.

19:30 Goliath – Adilkhan Yerzhanov – 93’ (Cazaquistão) – 2022  – Retrospectiva Cazaquistão | SR/OE- drasma, v.o., leg ingl, leg. port

Adilkhan Yerzhanov, nascido em 1982, é um proeminente realizador e argumentista cujo trabalho tem sido amplamente reconhecido internacionalmente. Com uma impressionante coleção de 13 prémios internacionais, Yerzhanov é uma figura frequente no cenário do cinema mundial, especialmente no Festival de Veneza, onde apresentou obras notáveis como “Goliath” (2022) e “Yellow Cat” (2020).Além disso, ganhou destaque com filmes como “The Plague of Karatas Village” (2016), que foi premiado no Festival de Roterdão, e “A Dark, Dark Man” (2020). Os filmes de Yerzhanov têm sido exibidos em renomados festivais de cinema ao redor do mundo, incluindo San Sebastian, Cannes, Montréal, Tallinn e, é claro, Veneza.

21:30 Carne, a Pegada Insustentável– Hugo Almeida- 74’ (Port)- CENAS EVENTUALMENTE CHOCANTES. PCP- documentário,  v.o.

23:30 The Well – Federico Zampaglione – 91’ – Italia- fal inglês CF- horror fantástico, v.o. ingl, leg. port

Federico Zampaglione, nascido em Roma em 1968, é um talentoso músico, argumentista e realizador italiano. É conhecido por dirigir filmes como “Morrison” (2021) e “Tulpa: Demon of Desire” (2012). Em “Tulpa: Demon of Desire”, Zampaglione cria uma atmosfera de mistério ao narrar a história de uma jovem americana chamada para restaurar uma antiga pintura em um palácio numa pequena cidade italiana após um incêndio. Conforme ela mergulha na investigação, descobre que há muitos segredos escondidos e mistérios a serem desvendados. O filme é uma homenagem à tradição do “giallo” e do fantástico clássico, repleto de monstros, heroínas em dificuldades e bruxas do passado. Com a sua habilidade para criar uma atmosfera envolvente e a sua narrativa intrincada, Zampaglione conquistou a atenção do público e crítica, sendo selecionado para o Festival de Sitges.

PUBLICIDADE

PUB
www.pingodoce.pt/pingodoce-institucional/revista-sabe-bem/uma-pascoa-saborosa-com-a-sabe-bem/?utm_source=vivaporto&utm_medium=banner&utm_term=banner&utm_content=0324-sabebem78&utm_campaign=sabebem