PUB
CMPorto

Faleceu a voz do hino do F.C. Porto

Faleceu a voz do hino do F.C. Porto

Maria Amélia Canossa, a mulher que deu voz ao hino do F.C. Porto, morreu na passada terça-feira, aos 88 anos.

“Morreu a mulher que deu voz ao hino do FC Porto. Maria Amélia Canossa faleceu esta terça-feira e deixou para trás um legado de 88 anos de amor ao azul e branco que culminou com a gravação do hino pela primeira vez no longínquo dia 31 de março de 1952” lê-na na publicação do clube.

Maria Amélia Canossa nasceu no seio de uma família portista em outubro de 1933, e quando ainda era jovem, começou a colaborar com a Rádio Clube do Norte onde deu início a uma “carreira intrinsecamente ligada à grande paixão da sua vida”.

Deu a cara em angariações nos espetáculos de angariação de fundos para a construção do Estádio das Antas e mais tarde deu a voz para o hino que considera ser um hino de vencedores: “queria um hino que, aos primeiros acordes, fosse um hino vencedor. Que até os jogadores, ao entrarem em campo, sentissem um impulso que lhes desse força e um hino que transbordasse poder”, disse em entrevista em 2009.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

Em colaboração com o poeta Heitor Campos Monteiro e com o compositor António Figueiredo e Melo, Maria Amélia Canossa estreou-se a entoar o hino do FC Porto com apenas 18 anos, em pleno Coliseu.

“O sucesso da sua maior criação é tão grande que os anos passam e o hino mantém-se intacto. Em vésperas de se assinalarem sete décadas desde o lançamento dos acordes da vida de Maria Amélia Canossa e do FC Porto, a cantora desaparece para tristeza de todos aqueles que – como a própria – amam o clube. Neste momento difícil para todos, o FC Porto solidariza-se com os familiares e amigos, endereçando-lhes as mais sentidas condolências”, conclui o comunicado na página do clube.

Fotografia: Facebook: FC Porto Oficial

PUBLICIDADE

PUB
PD- Revista Sabe bem